Amizades na infância comprometem o desenvolvimento social

A qualidade da amizade que as crianças fazem durante o jardim de infância é essencial para seu desenvolvimento social, especialmente para os meninos. Essas…

(Imagem: Foto divulgação)

A qualidade da amizade que as crianças fazem durante o jardim de infância é essencial para seu desenvolvimento social, especialmente para os meninos. Essas amizades podem ocasionar menos problemas de comportamento e melhores a habilidades sociais, notadas na primeira e na segunda série do primário, de acordo com uma pesquisa publicada  no Infant and Child Development.

Professores contam que as meninas na mesma fase possuem boas aptidões sociais, independentemente da qualidade de suas amizades durante o jardim de infância. Os meninos, por outro lado, se beneficiam aparentemente do bom começo  que uma amizade com alta qualidade representa. “Garotos que não tinham amigos no jardim da infância tiveram mais problemas comportamentais, mas esses problemas começam a ser vistos apenas na primeira ou na terceira série”, diz Nancy McElwain, professora da Universidade de Illinois.

Pesquisa

Foram estudados dados de mais de 560 crianças. As mães tiveram de descrever se a criança ainda no jardim de infância tinha pelo menos um amigo, e a qualidade dessa amizade. Os especialistas conferiram então, o avanço de crianças que não tinha amigos, que tinham uma amizade delicada, uma amizade média e uma amizade forte.

Os educadores compartilharam conhecimentos sobre dificuldades comportamentais no jardim de infância e na primeira e terceira séries. “Como esperado, amizades de alta qualidade no jardim de infância que tinham como destaque cooperação e partilha, revezamento, baixos níveis de hostilidade e conflitos pouco destrutivos, deram às crianças, especialmente aos garotos, prática em interação positiva, demonstrada na primeira e terceira séries”, diz Jennifer Engle, autora principal da pesquisa.

Inteiração

Os pares se tornam importantes para a criança já no jardim de infância. Os pais podem ainda ajudar a criança se tornar um bom amigo. Para isso, eles devem fazer um esforço para ajudar a criança, sobretudo os garotos, a fazer amizade nessa idade por meio de encontros e outras atividades sociais, de acordo com Nancy.

Leia Também:  Tire todas as dúvidas sobre o absorvente interno

As crianças também vão se relacionar com os amigos em formas mais positivas se elas tiverem conhecimentos na família que ilustrem perspectivas positivas. “Quando a criança aprende a esperar que as outras pessoas respondam positivamente, elas serão amigáveis e sensíveis aos demais”, diz.

Segundo a professora, essas crianças serão também competentes para lidar melhor com suas emoções quando encararem dificuldades. “Um conflito não é necessariamente bom ou ruim, é uma questão de como as crianças abordam seus desentendimentos com os amigos ou os pais”, diz Nancy.

Top