Amizade Virtual, Existe?

Amizade Virtual, Existe?

Nas últimas décadas, a tecnologia acabou provocando uma grande revolução em nossas vidas. Com a internet tivemos acesso a coisas antes inimagináveis: compras, serviços…

Por Editorial MDT em 22/08/2011

Nas últimas décadas, a tecnologia acabou provocando uma grande revolução em nossas vidas. Com a internet tivemos acesso a coisas antes inimagináveis: compras, serviços e principalmente a comunicação no amplo sentido do termo. A rede possibilitou a ideia de transpor barreiras geográficas supostamente instransponíveis em termo de conhecimento. Com elas temos acesso a qualquer tipo de informação e a pessoas que antes estavam longe demais, independente do idioma. Uma verdadeira revolução, mas que trouxe algumas dúvidas para o nosso cotidiano e uma delas diz respeito justamente às pessoas: existe mesmo amizade virtual?

A resposta a esta pergunta diz respeito a suas próprias impressões e vivência na rede, além de sua própria crença em amizade. Para quem duvida e alega a distância física como um obstáculo, esse tipo de dificuldade pode ser transposta de acordo com o uso de outras ferramentas tecnológicas. Hoje a amizade virtual em si permite mais do que as palavras digitadas em e-mails ou Messenger, permitindo inclusive o velho “olhos nos olhos”, embora não haja o abraço ou o toque. Algo muito mais fácil de se lidar tendo em vista que, no passado existia a amizade por correspondência: bem mais demorado e restrito de vivenciar do que o modo atual.

A amizade real x amizade virtual: quais as diferenças?

A amizade pode sim ser vivenciada no âmbito virtual a despeito da proximidade física, salvo as próprias precauções tomadas na vida off-line, além de um pouco mais de desconfiança. Você conversa com pessoas, não é? Conhecer alguém novo envolve experimentação e conversa inicial, envolve apresentações e tudo o mais, porém a internet exige alguns cuidados extras que dizem respeito a malícia.

Para sua própria segurança, o indicado é não deixar na rede ou em sites de relacionamento qualquer dado pessoal que possam comprometer sua segurança ou integridade, como endereço, local de trabalho, horários e hábitos. Por mais que os sites ofereçam o espaço para uma abertura plena de sua vida. Isso de uma forma geral, do mesmo modo como provavelmente você não sairia dizendo informações pessoais e segredos à estranhos que passam na rua. É só pensar na rede como uma rua muito maior do que o normal e onde as informações circulam com muito mais velocidade do que a velha brincadeira do telefone-sem-fio. Os perigos que possam haver em conhecer a pessoa errada são potencializadas por tal atributo.

Vale lembrar que nem todas as pessoas do mundo são confiáveis. Assim como em seu cotidiano normal, essas pessoas também estão conectadas na internet e as vezes, além do cinismo habitual, podem estar contando com a proteção do anonimato. Saber identificá-las para não se deixar enganar ou afetar, depende de um critério seu. Se podemos pagar caro pela ingenuidade em terra firme e olhando olhos nos olhos, o mesmo pode acontecer diante de um computador conectado ao mundo!

Alarmista? Talvez, porém coerente. Falsos amigos estão em qualquer lugar, assim como bons amigos estão ao nosso alcance, seja de uma palavra dita pessoalmente ou por email. Desfrute daquilo que a tecnologia oferece e conheça pessoas novas, descubra quem tem os mesmos interesses e experimente. A amizade virtual existe sim, mas como sempre, somos nós quem devemos separar o joio do trigo.

Top