Almoço de negócios: como se comportar

Para sair da rotina das reuniões formais os almoços de negócio entram em cena em tratativas com fornecedores e clientes. O encontro informal é…

Escolha um restaurante amistoso, quase sem barulho (Foto: Divulgação)

Para sair da rotina das reuniões formais os almoços de negócio entram em cena em tratativas com fornecedores e clientes. O encontro informal é um grande aliado de executivos, porém, para ser bem sucedido é necessário seguir algumas regras de etiqueta. O profissional deve ter em mente que esse tipo de compromisso faz parte da sua rotina de trabalho, portanto é preciso manter a postura profissional. Para auxiliar as pessoas que ainda têm dúvidas de como se comportar nessas ocasiões separamos algumas dicas:

☰ CONTEÚDO

Escolha do local

A lugar do almoço deve se adequar ao tema que será trabalhado, e claro, ao convidado. A escolha do restaurante certo estreita os laços, além de demonstrar um conhecimento prévio positivo. Locais tranquilos, com pouco barulho são essências para se ter uma boa conversa sem interrupções.

Observe também se o cliente ou fornecedor convidado possui alguma restrição alimentar. Se a pessoa é vegetariana, por exemplo, churrascarias não são uma boa opção. Outro erro imperdoável é ficar horas na fila. Mostre que você é uma pessoa prevenida e reserve uma mesa e se mesmo assim a demora ocorrer, troque de opção de restaurante imediatamente. Por isso tenha sempre um “plano B” e evite lugares afastados, que forneçam mais de uma opção de estabelecimento.

Não se atrase para o encontro (Foto: Divulgação)

Atrasos

Assim como nas entrevistas de emprego, atrasos jamais devem acontecer nos almoços de negócio. Chegar depois do convidado demonstra desorganização. É aconselhável que o anfitrião esteja no restaurante antes do convidado, mesmo porque se algo sair errado com o local escolhido você terá tempo hábil para providenciar uma mesa em um outro restaurante. O encontro também não pode ser demorado, respeite o tempo livre da pessoa que está do outro lado da mesa e não a segure mais que duas horas.

Leia Também:  Vaga de Emprego para Analista de Produto 2010

Fale na hora correta

Esse tipo de encontro corporativo deve servir para que a pessoa com quem se estabelece uma negociação seja conhecida sob uma ótica diferente, por isso a conversa é importante, mas no momento certo. Não adianta mal esperar o seu fornecedor sentar-se a mesa para dispara informações da empresa. Inicie o assunto de maneira amistosa, sem partir para o lado pessoal, debatendo temas polêmicos como religião e futebol. O ideal é introduzir os temas que devem ser abordados comercialmente depois que os pedidos forem efetuados.

Não exagere nas atitudes e esqueça a bebida álcoolica (Foto: Divulgação)

Não exagere

É fundamental não cometer excessos tanto na conversa, quanto na postura durante o almoço. Mesmo em um ambiente informal você representa a empresa em que trabalha, então não encha o prato como se não houvesse amanhã, pedir bebidas alcoólicas está fora de cogitação, seja educado e não cometa gafes como falar de boca cheia. Pedir um prato caro demais também não é visto com bons olhos, mesmo se a empresa em que o anfitrião trabalha vá arcar com os gastos. Isso demonstra uma má administração do dinheiro da companhia e até um certo descaso.

Pagamento do almoço

Mesmo que a companhia não vá arcar com a despesa do almoço, o correto é que o executivo que faz o convite arque com a despesa. Pague a conta do convidado e depois que a negociação estiver concretizada peça reembolso junto a companhia, que certamente entenderá que esse valor foi um investimento. Siga essa última dica sempre, mesmo quando o restaurante for econômico.

 

Top