Alimentos sólidos na dieta do bebê: quando introduzir

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde, a amamentação deve ser feita exclusivamente até os 6 meses de idade.…

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde, a amamentação deve ser feita exclusivamente até os 6 meses de idade. Após esse período, o bebê necessita de nutrientes contidos nos alimentos. Saiba mais sobre o assunto e veja quando introduzir alimentos sólidos na dieta do bebê.

É importante dar alimentos sólidos para a criança no momento certo. (Foto: divulgação)

Amamentação para o bebê

O leite materno até os 6 meses de vida da criança ajuda na proteção da mesma contra reações adversas à alguns alimentos, como alergias. Isso se torna ainda mais importante quando histórico familiar de alergias. Após aderir novos alimentos na dieta da criança, o leite materno ainda deve ser mantido.

Mesmo que a criança só tome leite artificial, o mais indicado é esperar até o sexto mês para dar novos alimentos. Isso porque o sistema digestivo ainda não está pronto para digerir outras comidas e também por que o corpo da criança estará preparado para enfrentar possíveis problemas como infecções ou alergias decorrentes dos alimentos. O mais indicado é consultar o médico para avaliar a necessidade de introduzir alimentos antes desse período.

A amamentação é muito importante até o sexto mês de vida. (Foto: divulgação)

Veja também alimentos ideais para bebês 

Quando introduzir alimentos sólidos na dieta do bebê

1. Bebê mantém a cabeça erguida: para introduzir alimentos sólidos na dieta do bebê é necessário que ele consiga manter a cabeça erguida, para que possa receber o alimento com a colher;

2. Consegue ficar sentado: logo no começo o bebê precisa de ajuda para sentar, sendo assim a cadeirinha própria é uma excelente opção de escolha e facilita a alimentação do bebê;

3. Não coloca a língua para fora: esse reflexo impede que os bebês engasguem. Eles colocam a língua para fora toda vez que algo duro é colocado na boca. É importante que esse reflexo tenha terminado o que indica que eles estão prontos para receber os alimentos;

Leia Também:  Cuidado com a segurança das crianças na cozinha

4. Consegue mastigar: o bebê deve aprender a mastigar e engolir os alimentos. Quando eles começam a engolir, toda a babação começa a diminuir;

5. Tem o dobro do peso do nascimento: a maior parte das crianças já está pronta para ingerir alimentos pastosos quando já tem o dobro do seu peso ao nascer;

6. Tem interesse pelo que você come: o bebê começa a prestar atenção no seu prato, dá a mão pedindo e tenta pegar os alimentos. Nesse período, a criança já está pronta para experimentar novos sabores.

Quando o bebê conseguir sentar ele pode receber alimentos sólidos. (Foto: divulgação)

Veja também alimentos com ferro para bebês

A amamentação é essencial até o sexto mês de vida do bebê. Após esse período o bebê está apto para receber alimentos sólidos. Quando está preparada para ingerir novos alimentos  a criança apresenta algumas características específicas como conseguir sentar, não coloca a língua para fora, consegue mastigar e entre outros.

Top