Alimentos que não fazem bem à digestão

As queixas por problemas digestivos são frequentes e as mudanças do hábito alimentar da sociedade moderna têm colaborado para tornar esse tipo de distúrbio…

Por Editorial MDT em 15/12/2012

As queixas por problemas digestivos são frequentes e as mudanças do hábito alimentar da sociedade moderna têm colaborado para tornar esse tipo de distúrbio ainda mais comum. Mediante o quadro de pirose retroesternal, epigastralgia e plenitude epigástrica, a primeira coisa a ser feita é evitar o consumo de determinadas substâncias. Fique por dentro do assunto e saiba quais os alimentos que atrapalham a digestão.

Confira alguns cuidados que ajudam a evitar a dor de estômago.

As queixas estomacais são bastante frequentes. (Foto: divulgação)

Frituras

Alimentos gordurosos são péssima escolha para quem sofre de problemas gástricos, pois desencadeiam sintomas como queimação epigástrica, conhecida tecnicamente como pirose, além de serem capazes de causar esteatorreia, que é a excreção de fezes com excesso de gordura. Quem sofre de problemas como síndrome do cólon irritável, deve se manter longe desse tipo de comida.

Pimenta

Os componentes químicos da pimenta são capazes de relaxar a musculatura do esfíncter esofágico inferior, de modo a permitir que o conteúdo estomacal ácido volte para o esôfago. O resultado é a desagradável sensação de queimação retroesternal, que caracteriza o refluxo gastresofágico.

Leite e derivados

O leite é um alimento rico em cálcio, um importante mineral para o adequado funcionamento do organismo e que pode ser facilmente encontrado em derivados como iogurtes e queijos. O problema é que a intolerância à lactose e a alergia ao leite de vaca são distúrbios relativamente comuns, especialmente entre as crianças, e que podem atrapalhar completamente o sistema gastrintestinal, provocando sintomas como diarreia, flatos, cólica e inchaço local.

Bebidas ricas em cafeína devem ser evitadas. (Foto: divulgação)

Álcool

O álcool é uma substância que relaxa o esfíncter esofágico inferior, possibilitando o retorno do conteúdo gástrico para o esôfago e causando pirose. Entretanto, outro problema em fazer uso regular dessa substância é que o álcool promove uma inflamação do tecido de revestimento gástrico, prejudicando o adequado funcionamento de enzimas digestivas e até mesmo impedindo que determinados nutrientes sejam absorvidos.

Cafeína

Bebidas ricas em cafeína, como o café, chá preto e alguns refrigerantes, são capazes de promover o relaxamento do esfíncter esofágico, possibilitando o refluxo do ácido estomacal, que lesa o tecido de revestimento do esôfago.

Milho

Apesar de ser bastante saboroso e rico em fibras, o milho apresenta altas concentrações de celulose, que é um tipo de fibra para o qual o organismo humano não está preparado para metabolizar e absorver. Isso faz com que esse alimento possa ser indigesto para pessoas mais sensíveis.

Veja algumas dicas de remédios caseiros para queimação.

Alimentos gorduroso são verdadeiros vilões da saúde. (Foto: divulgação)

Da mesma forma que uma dieta balanceada é capaz de oferecer inúmeros benefícios ao organismo, a escolha de alimentos impróprios pode dificultar a digestão e acarretar o surgimento de problemas graves. Por isso vale a pena ficar a atento e evitar o consumo de certas substância que possuem efeito nocivo.

Top