Alimentos que Fazem Bem para o Cérebro

Assim como há alimentos que podem prejudicar ou beneficiar o nosso organismo, há alimentos que possuem as duas ações sobre o cérebro, ou seja,…

Assim como há alimentos que podem prejudicar ou beneficiar o nosso organismo, há alimentos que possuem as duas ações sobre o cérebro, ou seja, mal ou boa. Oferecer combustíveis essenciais para que o nosso cérebro mantenha-se saudável, é possível melhorar a concentração e a vida mais ativa na terceira idade e para o resto da vida. O cérebro é como nosso sistema muscular, o qual deve permanecer sempre em atividade e receber uma ótima nutrição durante toda a vida, por este motivo, é preciso ingerir os nutrientes necessários para manter o cérebro saudável, caso contrário, o individuo poderá sofrer com degeneração cerebral, pois a falta de nutrientes necessários causa certo impacto em relação às substâncias químicas do cérebro. Quando há pouca quantidade ou a ausência de nutrientes fundamentais para o cérebro poderá surgir interferência no pensamento, na habilidade de aprendizagem, no comportamento, nas interações e nas reações. Por este e outros motivos, é fundamental que você tenha uma boa alimentação e mantenha o cérebro em constante atividade para preservar suas funções com o passar dos anos, no entanto, antes de começar a falar sobre a alimentação, é válido0 ressaltar determinados hábitos e informações que podem ajudar na melhora da saúde do cérebro, como ler livros dos mais variados assuntos, aprender outras línguas, fazer palavras cruzadas e outros.

Contudo, você já parou para pensar quais são os alimentos que podem melhorar a qualidade do cérebro? Verduras, legumes e frutas são a maioria deles, não? Para acabar com esta dúvida, confira logo abaixo a lista dos alimentos que fazem bem para o cérebro:

-Aveia: Proporciona energia ao cérebro, sendo fonte de vitaminas do complexo B que ajuda na regulação da transmissão de informações dos neurônios.
-Brócolis e espinafre: São ricos em ácido fólico e são responsáveis pela formação do sistema nervoso nos bebês, além disso, auxiliam em um bom desempenho cognitivo e ajuda a comunicação das células nervosas.
-Chá verde: Estão presentes neste chá as catequinas, as quais têm ação neuroprotetora, ou seja, diminuem os problemas e danos neurológicos e a perda de memória associada.
-Cacau: É fonte de flavonóides que tem a função de proteger a parede dos vasos sanguíneos e ainda proporcionam um ótimo fluxo sanguíneo. Ajuda na prevenção de derrames.
-Linhaça, azeite de sacha inchi e óleo de peixe: É fonte de ômega 3 que tem a capacidade de promover a neurogênese, processo em que há formação de novos neurônios e proteção dos já existentes.
-Cúrcuma: Este alimento conta com ação antioxidante e ajuda na prevenção do surgimento de doenças neurodegenerativas, como por exemplo, o Mal de Parkinson e Alzheimer.

-Lecitina de soja: É fonte de colina, substância que também ajuda a neurogênese. É também rica em fosfolipídios, fósforo de grande importância para a memória, assim o consumo de alimentos que contam com colina ao longo da gestação e na fase de amamentação auxilia o desenvolvimento cerebral do bebê.
-Suco de amora, de açaí, de uva e de cranberry: São fontes de antocianina, fitoquímico que possui ação antioxidante que atua contra os radicais livres, células que são responsáveis as células do corpo.
-Oleaginosas (nozes e amêndoas) São ricas em ácidos graxos insaturados que proporcionam um ótimo funcionamento cerebral, pois constituem a membrana das células nervosas, potencializando a transmissão de mensagens entre as mesmas.

Leia Também:  Gripe: mitos e verdades

Já em relação o que pode fazer mal ao cérebro e que você deve ficar atento (a) é a cafeína, o sono, o álcool, distúrbios hormonais e o horário das refeições. Cuide-se!

Top