Alimentos para evitar a depressão

Confira dicas de alimentos para evitar a depressão. Você sabia que alimentos podem evitar a depressão? A depressão é um transtorno mental bastante comum atualmente.…

Por Redacao em 16/10/2014

Confira dicas de alimentos para evitar a depressão. Você sabia que alimentos podem evitar a depressão? A depressão é um transtorno mental bastante comum atualmente. Segundo o Ministério da saúde, estima-se que, na América Latina, 24 milhões de pessoas sofram com a doença. O dia a dia atual contribui para o aumento das taxas de depressão, pois muitas pessoas têm uma vida corrida, com muito trabalho, contas, chefes abusivos e por aí vai. Existem diversas outras maneiras de se evitar a depressão que devem também ser levadas a sério, mas a alimentação de fato não pode ser ignorada.

Confira: Conheça os nutricosméticos

Alimentos para evitar a depressão - Existem diversas maneira de se evitar a depressão e uma delas é prestando atenção na alimentação (Foto: Divulgação)

 

Alimentos para evitar a depressão

A alimentação podem evitar a depressão e até mesmo ajudar no tratamento pois comendo certos alimentos a serotonina, hormônio do bem estar, é liberada  aumentando o bom humor e ajudando no combate da depressão. Porém, vale lembrar que ela não substitui o tratamento da doença, com a intervenção medicamentosa e terapia.

Alface: Substâncias encontradas principalmente nos talos das folhas como a lactucina e lactupicrina, atuam como calmantes naturais.

Espinafre e brócolis: O magnésio, o fosfato e às vitaminas A e C e ao Complexo B garantem o bom funcionamento do sistema nervoso.

Peixes e frutos do mar: Diminuem a ansiedade, pois contêm zinco e selênio, que agem diretamente no cérebro. O selênio também pode ser encontrado no atum enlatado e na carne de peru.

Além de investir na alimentação é preciso também checar sua rotina. Muito stress e cansaço causam depressão (Foto: Divulgação)

Laranja: A fruta é rica em vitamina C, cálcio e vitaminas do Complexo B. A ingestão de vitamina C inibe a liberação de cortisol, principal hormônio relacionado ao estresse no corpo.

Castanha-do-pará, nozes e amêndoas: elas são ricas em selênio, um poderoso agente antioxidante. Colaboram para a melhoria dos sintomas de depressão, auxiliando na redução do estresse. As quantidades diárias recomendadas são duas a três unidades de castanha-do-pará ou cinco unidades de nozes ou 10 a 12 unidades de amêndoas.

Maracujá: Ao contrário do que diz a crença popular, a fruta não é calmante, mas sim suas folhas. As folhas contêm alcalóides e flavonóides, substâncias depressoras do sistema nervoso central (SNC), o conjunto do cérebro com a medula espinal, responsável pela sensibilidade e pela consciência.

Leia também: Exercícios para aliviar dores nas costas

Alimente-se bem e tenha uma vida equilibrada (Foto: Divulgação)

Leite e iogurte desnatado: Eles são ótimas fontes de cálcio, mineral que elimina a tensão e depressão.

Mel: Esse alimento estimula a produção de serotonina, neurotransmissor responsável pela sensação de prazer e bem-estar.

Ovo: Eles são uma boa fonte de tiamina e a niacina (vitaminas do complexo B), que colaboram com o bom humor

Dicas para evitar a depressão

Evite o trabalho em demasia (Foto: Divulgação)

Além de consumir os alimentos para evitar a depressão, você pode seguir as dicas para evitar a depressão confira:

  1. Traga mais equilíbrio para a sua vida. Curta mais cada momento.
  2. Faça paradas durante o trabalho para respirar profundamente e relaxar.
  3. Alimente-se de forma saudável e moderada. A alimentação em excesso ao ser metabolizada, provoca um maior gasto de energia do que o que foi ingerido.
  4. Antes de uma depressão, existe uma quantidade enorme de avisos de que seu sistema não está aguentando o ritmo da sua vida. Cansaço e estresse são sinais para você ficar atento. Perceba os sinais que o corpo transmite ou oferece e mude o ritmo de vida e de trabalho.
  5. Pratique algum exercício físico.
  6.  Mantenha um contato com a natureza.

Top