Alimentos embutidos: perigos, riscos

Trazer os hábitos alimentares para o mais próximo possível do ideal não é uma tarefa fácil para a grande maioria das pessoas, pois a…

Por Editorial MDT em 21/08/2012

Trazer os hábitos alimentares para o mais próximo possível do ideal não é uma tarefa fácil para a grande maioria das pessoas, pois a correria do dia a dia torna indispensável a utilização de maneiras práticas para resolver as necessidades cotidianas.

Os alimentos embutidos oferem muitos perigo à saúde. (Foto: divulgação)

O uso de alimentos embutidos é uma das maneias que muitas pessoas encontram de fugir da obrigação diária de cozinhar, afinal, quem é que não gosta de chegar em casa e se render à comodidade de colocar os alimentos no micro-ondas e, em menos de 20 minutos, ter uma refeição deliciosas e prontinha para ser devorada? Saiba mais sobre os perigos e riscos à saúde que os alimentos embutidos oferecem.

Conheça quais os alimentos que aumentam o risco de câncer e previna-se.

☰ CONTEÚDO

O perigo dos embutidos

Não haveria problema algum em aproveitar toda a facilidade que os alimentos embutidos podem oferecer se não fosse o “pequeno” detalhe de que esse tipo de produto é capaz de proporcionar vários prejuízos à saúde, quando usado com certa frequência.

Por ter surgido para suprir a necessidade de conservação alimentar em uma época em que era muito mais difícil armazenar comida e ainda garantir sua qualidade, a química presente nos embutidos é totalmente desconhecida pelo organismo humano e afeta, principalmente, o trato gastrintestinal.

Substâncias nocivas

Entre as várias substâncias presentes nos alimentos embutidos e responsáveis por serem as causadoras de problemas, podemos destacar os altos níveis de nitrato, que confere a coloração avermelhada ao alimento. Esses agentes possuem comprovada ação cancerígena, se relacionando como um dos principais fatores evitáveis na gênese dos cânceres gástricos.

As "comidas de micro-ondas" são muito práticas. (Foto: divulgação)

Outro problema é o excesso na quantidade de corantes, conservantes e muitos outros produtos químicos, que além de poderem causar alergias, sobrecarregam a função hepática, tornando o fígado incapaz de metabolizar todos os elementos nocivos presentes no organismo. É exatamente por isso que a ingestão exagerada de tais alimentos se relaciona com a piora de quadros como enxaqueca, TPM e principalmente problemas gástricos.

Confira os alimentos que ajudam a prevenir TPM.

É preciso tomar muito cuidado com as altas concentrações de sódio e gordura presentes nas comidas industrializadas, que ultrapassam muito os níveis diários recomendados, predispondo o aparecimento de hipertensão, dislipidemia, obesidade, diabetes e problemas cardiovasculares.

Como prevenir os problemas de saúde

Para diminuir o risco de desenvolver problemas de saúde, especialistas no assunto recomendam a realização de um rodízio alimentar, onde a carne vermelha é restringida a, no máximo, dois dias da semana. Nos outros cinco dias é permitido comer outras carnes, como frango ou peixe. O uso de embutidos deve ser feito no menor número de vezes possível.

Saiba sobre os alimentos que parecem saudáveis, mas não são.

Carnes brancas devem ocupar o cardápio de 5 dos 7 dias da semana. (Foto: divulgação)

O uso abusivo de alimentos embutidos é um problema que cresce à medida que a sociedade necessita de cada vez mais praticidade para cumprir com as tarefas do dia a dia. Entretanto, esse tipo de produto é extremamente prejudicial à saúde e pode trazer muito mais problemas do que soluções. A dica é optar pelo rodízio alimentar, que apesar de ser mais trabalhoso, é um cuidado que nosso corpo merece.

Top