Alimentos com substâncias cancerígenas

Alimentos com substâncias cancerígenas

O câncer é uma das doenças que mais mata no mundo, sendo caracterizada pela multiplicação descontrolada de células e podendo atingir diversos órgãos do…

Por Isabella Moretti em 24/06/2012

O refrigerante possui substâncias cancerígenas na sua composição.

O câncer é uma das doenças que mais mata no mundo, sendo caracterizada pela multiplicação descontrolada de células e podendo atingir diversos órgãos do corpo ao mesmo tempo. A patologia pode se desenvolver por vários motivos, como problemas genéticos, radiação e exposição as substâncias consideradas cancerígenas.

Alimentação inadequada aumenta o risco de câncer

De acordo com uma pesquisa realizada pelo INCA (Instituto Nacional do Câncer), cerca de 500 mil novos casos de câncer serão diagnosticados em 2012 no Brasil. Entre os fatores que justificam este número espantoso, vale destacar os maus hábitos da vida moderna.

Uma alimentação inadequada pode levar o indivíduo a desenvolver um tipo de câncer. Segundo estudos, muitos alimentos danificam as células humanas e são responsáveis por alterar o material genético. Com isso, a multiplicação celular se torna mais intensa e acaba desenvolvendo o tumor maligno.

Os alimentos com substâncias cancerígenas, na maioria das vezes, podem ser eliminados do cardápio diário porque não fazem falta para o organismo. Eles, inclusive, contribuem com outros tipos de doenças além do câncer, como obesidade, diabetes e hipertensão.

Principais alimentos com substâncias cancerígenas

Veja a seguir alimentos que aumentam as chances de desenvolver câncer:

Refrigerantes
Os adoçantes presentes na composição do refrigerante são considerados substâncias cancerígenas. Entre os componentes que fazem mal a saúde está o ciclamato de sódio, que foi proibido nos EUA, mas continua presente no Brasil, sobretudo na fabricação de refrigerantes do tipo “zero”.

Saiba mais: Refrigerantes com substâncias cancerígenas

A salsicha, um tipo de carne processada, é cancerígena.

Carnes processadas
Alimentos como linguiça, salsicha, bacon e peito de peru possuem nitritos e nitratos, dois componentes que, quando entram em contato com o organismo humano, aumentam as chances de câncer. As substâncias são consideradas cancerígenas porque promovem a mutação do material genético, causando tumores.

Veja também: Carne processada eleva chance de câncer de pâncreas

Alimentos ricos em gordura
Ingerir muita gordura aumenta as chances de câncer, afinal, as grandes quantidades de calorias levam a um quadro de obesidade. A probabilidade de aparecer tumores malignos nos pâncreas, na vesícula biliar, no esôfago, na mama e nos rins é maior em pessoas obesas. As substâncias inflamatórias liberadas pelas células de gorduras afetam a reprodução celular e o DNA, favorecendo o crescimento do tumor.

O carvão libera substâncias que aumentam as chances de câncer.

Churrasco 
O delicioso churrasquinho de final de semana pode contribuir com o surgimento de células cancerígenas. Isto acontece porque a fumaça do carvão apresenta duas substâncias perigosas: o alcatrão e o hidrocarboneto policíclico aromático.

Alimentos com muito sal
O sal, quando consumido em grande quantidade, afeta a parede do estômago e causa alterações nas células que desencadeiam o aparecimento de tumores.

Frituras
A fritura é um tipo de preparo que envolve alta temperatura, uma condição que favorece o desenvolvimento de aminas heterocíclicas, que são substâncias cancerígenas.

Uma alimentação balanceada e atividade física é a melhor maneira de ter uma vida saudável.

 

Top