Alimentação do bebê: dicas e cuidados

Há muitas mães de primeira viagem que têm dúvidas em relação à alimentação dos bebês. Para ajudar a cessar algumas delas, separamos algumas informações…

A alimentação do bebê merece alguns cuidados especiais.

Há muitas mães de primeira viagem que têm dúvidas em relação à alimentação dos bebês. Para ajudar a cessar algumas delas, separamos algumas informações a respeito. Conheça logo abaixo algumas dicas e cuidados que se deve ter com a nutrição dos pequenos.

Leite materno exclusivo!

Não há dúvidas que o aleitamento materno é a melhor fonte de nutrição para os bebês, até os seis meses de vida. Por isso, esqueça a ideia de introduzir outras fontes de alimentos, como chás, ao pequeno. Essa atitude pode trazer algumas consequências à saúde dele.

Leia também: Dicas para desmamar um bebê 

O leite deve fazer parte da alimentação

Mesmo após a introdução de novos alimentos, a alimentação deve ser complementada com leite. Isso porque, no início, a alimentação dele deve ser em quantidade muito pequena, dessa forma o leite tem a função de nutrir a falta de nutrientes. Vale lembrar que o leite pode ser o próprio leite materno, ou até mesmo o leite em pó. Independente da sua fonte, todos os tipos são nutritivos.

Ofereça sucos naturais

Uma boa dica para que o bebê tenha uma alimentação saudável é oferecer sucos naturais durante ou após as refeições. Isso ajuda a criança obter um hábito saudável, além de ser fonte extra de nutrientes.

O aleitamento materno exclusivo até os seis meses é imprescindível.

As sopas são grandes aliadas nos dias de inverno

Em volta do oitavo mês de vida, o jantar já começa a fazer parte do cardápio do pequeno. Assim, ele deve seguir as mesmas funções que o almoço. No intuito de sair da rotina, principalmente durante os dias frios, é possível oferecer sopa ou mesmo um creme de legumes para o pequeno. Além deles serem fontes de nutrição pela variedade de alimentos, eles ajudam no combate da baixa temperatura. Seu filho irá adorar!

Leia Também:  Salada de Quinoa

Aposte no colorido dos alimentos

Não há dúvidas que a criança adora um prato bem colorido. Além disso, é uma ótima fonte de nutrientes pela sua variedade. Assim, aposte na criatividade e faça pratos que instiguem a imaginação do pequeno, ao mesmo tempo que contribuem para uma alimentação saudável.

Insista na “papinha”

Existem muitas crianças que preferem o leite à comida de sal. Porém, em nenhum momento deixe de fornecer a refeição ao pequeno. Apesar dele não gostar, optar pelo caminho mais fácil pode trazer graves consequências nutricionais ao bebê. Assim, insista na alimentação!

Opte por legumes com sabor mais adocicado

Em alguns casos, a criança recusa a alimentação salgada simplesmente pelo gosto diferenciado. Para que você consiga driblar essa situação, basta introduzir alguns legumes que tenham um gosto mais doce, como por exemplo a beterraba, a batata-doce e a cenoura.

Mudanças nos hábitos intestinais

Algumas crianças podem apresentar alterações nos hábitos intestinais após a introdução dos alimentos. Porém, não é necessário se preocupar! Essas alterações são normais e podem se manifestar como ressecamento ou como diarreias. O ideal é que se observe o distúrbio, caso ele persista por muitos dias é necessário que busque a ajuda de um especialista.

Para que o bebê cresça forte e saudável é necessário uma alimentação adequada.

A alimentação do bebê necessita de alguns cuidados especiais. Após conhecer algumas dicas, basta colocá-las em prática e ter criatividade. Com certeza seu filho crescerá forte e saudável.

Leia também: Como estimular a fala do bebê

Top