Alfarroba: o que é, benefícios

O chocolate é irresistível, para a grande maioria das pessoas. No entanto, sabe-se que seu teor de gorduras e açúcar torna inviável o seu…

O chocolate é irresistível, para a grande maioria das pessoas. No entanto, sabe-se que seu teor de gorduras e açúcar torna inviável o seu consumo diário. O cacau, usado na fabricação do chocolate, possui aproximadamente 25% de gordura e 5% de açúcar. Porém, um alimento que, aparentemente, não tem relação alguma com o cacau, tem sido considerado o seu substituto, para um consumo mais saudável. Trata-se da alfarroba, que pode ser encontrada, aqui no Brasil, em lojas de produtos naturais. Saiba o que é alfarroba e quais os seus benefícios.

Alfarroba pode substituir o cacau (Foto: Divulgação)

O que é alfarroba

A alfarroba é o fruto da alfarrobeira, uma árvore nativa da costa do Mediterrâneo. Seus frutos são, na verdade, em forma de vagem. Enquanto jovens, são verdes; mas com o amadurecimento (que pode levar até um ano), a vagem fica escura, quase negra.

No interior destas vagens de alfarroba estão as frutinhas, que são classificadas como leguminosas. São bolinhas escuras e muito rígidas. Elas passam por um processo de torrefação e moagem, transformando-se em pó, que pode substituir o cacau.

A farinha de alfarroba pode substituir o chocolate em pó (Foto: Divulgação)

A alfarroba pode ser encontrada em forma de farinha, bem como entre os ingredientes de inúmeros doces e outras receitas. Existem, inclusive, bombons e barras de chocolate, feitos com alfarroba. Ela é, portanto, um chocolate que não é chocolate.

O produto da alfarrobeira tem sabor adocicado, parecido com o do chocolate, porém deixa na boca um sabor de algo levemente queimado. Trata-se de uma opção para quem deseja consumir algo mais saudável.

Benefícios da alfarroba

Primeiramente, é preciso que as pessoas entendam que a alfarroba, apesar de ser um substituto saudável do cacau, também é calórica, dependendo da versão em que se apresenta. Por exemplo, bombons ou barras de chocolate, que são as versões mais encontradas e consumidas, não oferecem vantagens, em relação às calorias, pois são quase as mesmas de um chocolate comum. Isso porque, nestas versões, a farinha de alfarroba (que é o alimento ideal) não é usada, sozinha.

Vagem é frutinhas são escuras (Foto: Divulgação)

Já em relação às gorduras e açúcares, a alfarroba possui apenas 0,7% de gorduras, além de alta concentração de açúcares naturais, como sacarose, frutose e glicose (em torno de 38% a 45%).

Leia Também:  Como acabar com o mofo em casa - dicas

A alfarroba oferece vantagens por não conter em sua composição glúten, cafeína (e outros estimulantes) e lactose. Ela também contém vitamina B1 (para músculos, sistema nervoso, raciocínio e coração), niacina (boa para a pele), vitamina A (ossos, dentes, pele, visão), alto teor de vitamina B2 (extrai energia das gorduras, carboidratos e proteínas), magnésio e ferro. Vale destacar, também, seu alto teor de fibras naturais e seu potencial como antioxidante natural.

Embora existam inúmeros benefícios da alfarroba, ela deve ser consumida com moderação. Seu alto teor de taninos pode ser benéfico ao coração e às artérias, mas pode prejudicar a absorção de proteínas e alguns minerais essenciais, se consumidos em excesso.

Top