Alergia a esmalte: como lidar, sintomas

Alergia a esmalte: como lidar, sintomas

A mulher que não sonha em ter as unhas perfeitas, que atire a primeira pedra! Além de conferirem uma aparência mais asseada ao visual,…

Por Paulo Lima em 07/07/2013

A mulher que não sonha em ter as unhas perfeitas, que atire a primeira pedra! Além de conferirem uma aparência mais asseada ao visual, as unhas feitas asseguram mais poder e deixam até mesmo um look mais apagado com um aspecto de diva.

Entretanto, muitas são as mulheres que tem alergia aos esmaltes, um problema que faz com que deixemos de cuidar das unhas e de pintá-las para as ocasiões especiais. Por isso, para você que deseja resolver o problema, conheça os sintomas e o que fazer nestes casos:

Conheça os sintomas e como resolver o problema da alergia aos esmaltes (Foto: Divulgação)

Detectando a alergia aos esmaltes

Nem sempre uma mulher terá alergia a esmalte, pois a composição química varia de marca para marca. Os componentes principais que causam irritação são: o formaldeído, que é responsável pela fixação e durabilidade da cor, o tolueno, que dissolve o esmalte e a mica, que é um tipo de pigmento utilizado nas cores cintilantes e peroladas. Por isso, vale a pena conferir o tipo de esmalte habitualmente usado, a fim de detectar com precisão a causa do problema.

Os sintomas de alergia a esmalte de unhas se apresentam com uma vermelhidão e inchaço nas cutículas, nas mãos e, em alguns casos, podem atingir o rosto e também o pescoço, causando a descamação dessas áreas.

Fique atenta à troca de marca e do tipo de esmalte recentemente utilizado (Foto: Divulgação)

Como lidar com o problema

O primeiro passo para lidar com alergia a esmaltes é retirar imediatamente o produto de suas unhas, e deixando-as livres por um tempo. Caso os sintomas alérgicos aos esmaltes tenham sido de grandes proporções, consulte imediatamente um médico para a receita de um anti-histamínico que possa remediar, provisoriamente, o problema.

Em seguida, marque uma consulta com um alergologista e procure evitar o uso de produtos de beleza que contenham elementos citados no teste alérgico.

Não é necessário interromper o uso dos esmaltes, mas sim trocar as marcas pelos hipoalergênicos (Foto: Divulgação)

Não é necessário interromper o uso deste cosmético, mas apenas trocá-los pelos esmaltes hipoalergênicos, evitando também a retirada da cutícula, que tem como função a proteção da pele. Lembre-se também de ficar longe do stress e dos alimentos que contribuam para um quadro alérgico mais grave, uma vez que este problema pode também estar associado aos outros hábitos adotados.

Top