Alcoolismo na adolescência: como lidar

Os adolescentes estão bebendo cada dia mais cedo, aumentando muito as chances de grande parte desses jovens desenvolverem o alcoolismo. Esse problema se repercute…

Os adolescentes estão bebendo cada dia mais cedo, aumentando muito as chances de grande parte desses jovens desenvolverem o alcoolismo. Esse problema se repercute em quase todo o mundo e na maioria dos casos os pais não sabem como lidar com essa situação. Pensando nisso, selecionamos dicas de como lidar com o alcoolismo na adolescência.

O alcoolismo na adolescência apresentou crescismento elevado nos últimos cinco anos (Foto: divulgação).

Bebidas na adolescência

Apesar das bebidas alcoólicas serem proibidas para menores de 18 anos de idade, elas estão cada dia mais presentes na vida dos adolescentes. Na maioria dos casos, esses jovens bebem sem limites e sem conhecimento dos pais em festas, baladas e bares.

Mesmo com a legislação que proíbe a compra por menores, a dificuldade é quase inexistente. Os adolescentes frequentam festas onde as bebidas são distribuídas livremente, conhecidas como open-bar, dificultando ainda mais o controle.

Segundo pesquisas realizadas pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), 80% dos adolescentes já beberam algum dia e 33% dos alunos estudantes do ensino médio consumiram álcool em excesso no mês anterior. De acordo com o Departamento de Alcoólicos Anônimos, o número de jovens que procuram as reuniões aumentou muito nos últimos cinco anos.

A maioria dos adolescentes consomem bebidas alcóolicas sem limites e sem conhecimento dos pais (Foto: divulgação).

Veja também dicas de como lidar com alcoolismo na família 

 Como lidar com o Alcoolismo na adolescência – Papel dos pais

1. Seja o exemplo: os pais são exemplos para os filhos, portanto não adianta proibir o adolescente se existe consumo de bebidas alcoólicas dentro de casa.

2. Tenha diálogo: a conversa é muito importante em todos os momentos. Pergunte ao seu filho o que ele está sentindo e o que pensa sobre o consumo de bebidas alcoólicas.

Leia Também:  Atividade cerebral pode indicar maior predisposição ao alcoolismo

3. Limites: imponha regras e limites para seu filho. Deixar que ele vá a uma festa é tolerável, porém estabeleça horários para chegar em casa.

4. Não de bebidas alcoólicas a ele: deixar que tenha bebidas alcoólicas em festas de aniversários e outras comemorações pode parecer que os pais aprovam esse consumo ilegal.

5. Explique os efeitos da bebida: que é proibido todos eles já sabem, porém esclareça os motivos pelos quais existe essa proibição.

6. Conheça os amigos: é muito importante que os pais saibam com quem seus filhos estão se relacionando. Convide os amigos dele para irem a sua casa e observe os comportamentos.

7. Verifique os locais: é indispensável saber os locais que seu filho frequenta, principalmente se são vendidas bebidas alcoólicas nesses ambientes.

Sinais que indicam alcoolismo na adolescência

  • Hálito forte;
  • Saídas com muita frequência;
  • Amizades sem limites;
  • Falta de interesse pelas atividades diárias;
  • Mudanças comportamentais.

    Os pais devem ficar atentos para os locais que os filhos frequentam. (Foto: divulgação).

Leia também sobre tratamento para alcoolismo 

O alcoolismo na adolescência deve ser tratado com muita atenção, pois pode levar a sérios problemas como a dependência. Os pais possuem papel fundamental na educação e formação de comportamentos dos filhos, por isso cabe a eles orientar e dar bons exemplos. Em casos de perda de controle da situação, o melhor é procurar ajuda médica para orientação.

Top