Acrescente Alimentos Integrais à Sua Vida

A simples mudança de alimentos refinados para integrais já faz diferença na balança e na saúde. E o gosto, ao contrário do que muitos pensam, não é tão diferente assim. O que difere é a aparência.

Para o arroz ficar branco como estamos acostumados, por exemplo, ele passa por um processo de refinamento que retira a película marrom que o envolve e o gérmen. E nesta película que estão nutrientes como fibras, óleos, proteínas, sais minerais e vitaminas. Retirando isso, o que sobra é amido, um carboidrato de alto índice glicêmico que gera um pico de energia, mas depois uma queda acentuada e que ainda precisa de outras vitaminas para ser absorvido pelo organismo.

O consumo regular do arroz integral traz muitos benefícios. Diminui os problemas intestinais e regulariza o seu funcionamento, protege o sistema nervoso, devido à Tiamina (que praticamente não existe na versão refinada do arroz), melhora o metabolismo da contração muscular, sendo excelente para todos e, especialmente, para os atletas.

Apesar de ter um valor calórico um pouco maior, o arroz integral é rico em fibras é acaba sendo uma boa dica para quem quer emagrecer, pois as fibras demoram mais tempo para serem digeridas e assim prolongam a sensação de saciedade.

É a mesma análise para outros cereais integrais, variando aí, os nutrientes em cada um.

A farinha de trigo integral, por ter mais fibras, é mais pesada que a refinada e para ser utilizada em receitas caseiras precisa de alguma adaptação. Vale comprar o pão já pronto e começar por aqueles que misturam farinha de trigo branca. Pães de centeio e aveia, também são boas opções.

Já o açúcar mascavo, tem uma grande diferença de sabor, em relação ao açúcar branco. Mas como este é um dos maiores vilões da alimentação pode ser substituído por mel ou outro adoçante natural.

Tem muita gente que não consegue fazer o arroz integral e reclama que ele fica muito duro. O segredo é não utilizar óleo e nem sal no cozimento. Coloque o arroz e três vezes a mesma quantidade de água numa panela. Acrescente cebola e alho. Quando estiver quase secando a água, acrescente o sal dissolvido em um pouco de água. Pronto. Para variar, acrescente lentilha ou outra leguminosa ao cozimento, ouainda vagem e cenoura picadinhos quando começar a fervura, ou ainda cogumelos. Antes de servir regue com um pouco de azeite de oliva.

O ato de comer é um dos prazeres da vida. Estudos demonstram que o consumo de alimentos que apreciamos pode estimular a liberação de endorfinas, conhecidas por melhorarem o humor. O poder atrativo da refeição depende também do apetite do momento e da companhia. Aliada a uma alimentação saudável, o prazer à mesa pode ser ainda aumentado.

One Response - Add Comment

Reply