Abstinência de nicotina: o que fazer?

Muitas pessoas possuem o desejo de parar de fumar. O grande problema é que elas acabam ficando dependentes da nicotina. Assim, ao cessar o…

A nicotina é a substância responsável pela dependência do cigarro.

Muitas pessoas possuem o desejo de parar de fumar. O grande problema é que elas acabam ficando dependentes da nicotina. Assim, ao cessar o tabagismo a abstinência de nicotina, apresenta todas as manifestações de mal-estar. Para conhecer um pouco mais sobre esse grande empecilho, separamos algumas informações.

Leia também: Como parar de fumar cigarros.

Compreendendo a função da nicotina

Ao fumar o cigarro, a pessoa inala a nicotina com a fumaça. Ela é rapidamente absorvida nos pulmões, chegando à circulação e posteriormente ao cérebro, em cerca de seis a dez segundos. No cérebro, a nicotina se liga aos receptores dos neurônios, o que resulta na sensação de prazer que os fumantes tanto comentam. Mas que, por outro lado, os não fumantes são incapazes de compreender.  O rápido tempo que a nicotina leva de chegar ao sistema nervoso central (o cérebro) é o que justifica o alívio imediato que o fumante aflito demonstra ao tragar o cigarro.

Leia também: Quais os riscos do fumo passivo.

Manifestações da abstinência da nicotina

Viciados em nicotina, os neurônios responsáveis em transmitir a sensações de prazer, ao se sentirem vazios pela falta da substância, estimulam os outros receptores a ativarem o centro de busca. Esse centro é o responsável em ativar e manifestar alterações comportamentais nos indivíduos em abstinência. Além disso, ele influencia o indivíduo a repetir ações que lhe tragam prazer, como:

  • Sexo;
  • Comida;
  • Temperatura agradável ao corpo;
  • Prática de esporte;

A irritabiidade é uma das manifestações da abstinência ao cigarro.

Em relação aos sinais e sintomas apresentados pelo indivíduo em abstinência de nicotina, podemos citar:

  • Agitação;
  • Nervosismo;
  • Irritabilidade;
  • Tremores;
  • Insônia ou hipersônia (dormir muito);
  • Sudorese fria nas mãos;
  • Fome compulsiva;
  • Modificação do hábito intestinal;
  • Dificuldade de concentração;
  • Alternância de agressividade e apatia.
Continuar Lendo  Piercing Genital Masculino e Feminino

Ansiedade X hábito de fumar

A nicotina é uma droga de rápida excreção, por isso mesmo um fumante, irá manifestar crises de ansiedade várias vezes ao dia. Quando fumante, para superá-las, o indivíduo vive com o maço de cigarros ao alcance. Dessa maneira, o cérebro associa que a ansiedade pode ser suprida com o acender do cigarro. No entanto, pessoas que estão tentando parar de fumar, sentem falta do prazer e do alívio das crises de ansiedade, manifestando os sinais e sintomas pela falta do cigarro.

Leia também: ANVISA proíbe cigarros com sabor.

Como aliviar as manifestações da abstinência

A principal maneira de aliviar as manifestações da abstinência do cigarro é ensinar o cérebro a funcionar da mesma maneira que trabalhava antes de entrar em contato com a droga. Pode parecer um processo árduo, no começo, porém, com o passar do tempo, os resultados aparecem.

Parar de fumar pode parecer uma tarefa árdua, mas não é impossível

As manifestações da abstinência do cigarro é o que leva os indivíduos a voltarem a fumar. Porém, o importante para conseguir superá-la é tentar buscar outras atividades que lhe deem prazer e que substitua a ausência da nicotina. Com certeza, buscando alternativas, será possível vencer a luta contra o cigarro.

Leia também: Famosos que morreram por causa do cigarro.

Top