Abel Braga admite que campanha 100% do Flu não era ‘algo normal’

Após derrota de 2×0 do Fluminense para o Boca Juniors nesta quarta-feira (11), no Engenhão, o treinador Abel Braga comentou sobre final dos 100%…

Apesar da boa atuação até agora, o tricolor apanhou em todos os jogos para vencer.

Após derrota de 2×0 do Fluminense para o Boca Juniors nesta quarta-feira (11), no Engenhão, o treinador Abel Braga comentou sobre final dos 100% de boa atuação da equipe carioca na Copa Libertadores. Elogiando a performance do adversário, o técnico aceitou que o projeto de quatro jogos e quatro vitórias não era ‘algo normal’.

“Se for analisar o sofrimento que a gente teve lá para vencer na Bombonera, eles tiveram aqui hoje, com nove, 10 jogadores, atrás da linha da bola. O Boca marcou muito bem e aproveitou duas oportunidades que teve. Falei na semana que qualquer resultado contra eles seria normal. Não saíram muito, esperaram o momento certo e ganharam de forma merecida”, analisou Abel Braga.

Apesar da boa atuação até agora, o tricolor apanhou em todos os jogos para vencer. Venceu Arsenal de Sarandí e Zamora (duas vezes) por 1×0, e o Boca Juniors, na Bombonera, por 2×1. Segundo Abel, a dificuldade nas conquistas comprovava que a atuação não expressava um domínio completo da equipe no grupo 4.

Com a derrota, o Fluminense ainda perde a primeira posição geral na fase de grupos, que hoje pertence ao Vélez Sarsfiel.

“Não era normal, num grupo complicado como é esse, nosso aproveitamento de 100% até agora. Sabíamos desde a vitória sofrida contra o Arsenal de Sarandí, aqui no Engenhão, como seria difícil conquistar a classificação. Não foi soberba ou relaxamento. O Wellington Nem e o Thiago Neves foram muito bem marcados hoje, e isso dificulta um pouco também. Hoje tem que dar mérito ao Boca”, completou Abelão.

Com a derrota, o Fluminense ainda perde a primeira posição geral na fase de grupos, que hoje pertence ao Vélez Sarsfiel, condutor do grupo 7. O tricolor conclui sua participação contra o Arsenal Sarandí, na próxima quarta-feira, às 19h30, no estádio Julio Grondona.

Leia Também:  10 razões para o Fluminense ser o primeiro na Libertadores

Top