A mil dias do Mundial: Saiba como vão as obras

Pernambuco e Recife dão andamento às obras nos estádios que receberão os jogos do Mundial  De Norte a Sul, de Leste a Oeste, o…

Obras do Castelão seguem modelo sustentável, segundo a Fifa.

Pernambuco e Recife dão andamento às obras nos estádios que receberão os jogos do Mundial

 De Norte a Sul, de Leste a Oeste, o Brasil já respira intensamente o clima da Copa do Mundo de 2014. Na sexta-feira, dia 16, o país entra oficialmente na contagem regressiva para a realização do Mundial. Serão exatamente mil dias até a bola começar a rolar e fazer a festa dos apaixonados por futebol.

Apesar de o país ainda ter muito que fazer para se estruturar em diferentes aspectos antes de receber o evento, como aeroportos, rede hoteleira, transporte urbano, segurança pública, entre outros, o Brasil está caminhando aos poucos quando o assunto é a construção dos estádios.

Para oferecer conforto e segurança aos torcedores e permitir que os craques das 32 seleções desfilem sua técnica pelos gramados brasileiros, as cidades-sede dão andamento às obras para construção e reforma dos estádios. Duas delas aceleram o ritmo para deixar tudo pronto antes do espetáculo ter início: Recife e Pernambuco.

Arena Pernambuco terá capacidade para 46 mil torcedores e estacionamento para seis mil carros

A moderníssima Arena Pernambuco, localizada em São Lourenço da Mata, a 19 quilômetros do Recife, terá lugar para 46 mil torcedores e estacionamento para seis mil veículos. De acordo com a Odebrecht, empreiteira envolvida nas obras do estádio, toda a parte de terraplenagem da arena já foi concluída. Atualmente, as obras estão na etapa de fundação, que já caminhou em 59%. Além disso, a parte de estrutura está com 6% das obras avançadas e as instalações têm 8% do processo concluído.

Por sua vez, a cidade de Fortaleza corre para entregar o estádio Castelão reformado e em perfeitas condições para a prática esportiva. Até o momento, parte do estacionamento coberto já foi entregue. As obras estão na fase de fundação e também na segunda etapa da construção do estacionamento. O repaginado Castelão terá capacidade para receber 66 mil pessoas e um complexo com centro olímpico, piscina e ginásio multiuso.

Leia Também:  Retrospectiva da vida de Sócrates

Top