7 razões para não oferecer a chupeta ao seu bebê

Está procurando por  7 razões para não oferecer a chupeta ao seu bebê? A chupeta é sempre um tabu a ser discutido entre gestantes e…

Está procurando por  7 razões para não oferecer a chupeta ao seu bebê? A chupeta é sempre um tabu a ser discutido entre gestantes e papais que estão no aguardo do seu filhinho. O seu uso com o intuito de “acalmar o bebê”, vem sendo passado de geração a geração, e se constituiu num hábito cultural. Mas, quando o assunto é chupeta, há muitas dúvidas e contradições. Afinal, os pais devem ou não oferecer a chupeta ao bebê? Quais riscos à saúde ela pode oferecer?

7 razões para não oferecer a chupeta ao seu bebê - Prejudicial ou inofensiva? A chupeta é recomendada por especialistas? (Foto: Divulgação)

 7 razões para não oferecer a chupeta ao seu bebê

Confira abaixo as  7 razões para não oferecer a chupeta ao seu bebê:

Saiba quais são os 7 motivos pelos quais a chupeta pode não ser bem vinda (Foto: Divulgação)

  1.  A chupeta causa flacidez da bochecha, dos lábios, da língua e da musculatura da face. O bebê tende a ficar mais tempo com a boca aberta e exposta.
  2. Impede o estabelecimento da mamada e induz ao desmame ao ser oferecida nos momentos em que a criança chora;
  3. É responsável pela menor duração do aleitamento materno;
  4. Pode causar asfixia;
  5. Pode ocasionar intoxicações ou alergias;
  6. Aumenta o risco de cáries, infecções e parasitoses;
  7. Causa problemas de dentição e fala, principalmente se seu uso se prolongar além dos 3 ou 4 anos.

A chupeta favorece o desmame precoce pois altera o posicionamento da boca em relação ao seio, uma vez que a troca de bicos cause confusão. (Foto: Divulgação)

Vantagens do uso da chupeta

Você conferiu  7 razões para não oferecer a chupeta ao seu bebê, em contrapartida existem algumas vantagens, confira:

  • Ajuda a antecipar o início da alimentação oral em bebês prematuros;
  • Ajuda a reduzir o estresse em bebês durante procedimentos dolorosos (como coletar sangue, por exemplo);
  • Ela pode ser utilizada para estimular a sucção em crianças portadoras de doenças neurológicas.
  • Estudos comprovam que ela evita morte súbita em bebês porque ela ajuda a fazer com que a língua não ‘caia’ para traz durante o sono – o que causa a asfixia
Leia Também:  Batons: tendência inverno 2013

Especialistas recomendam que se a criança for usar de fato a chupeta, que este uso dure apenas até um ano de idade.

Maneiras de acalmar o bebê sem o uso da chupeta

Muitos pais ficam em dúvida sobre o que fazer para substituir o uso da chupeta para acalmar o bebê. Confira algumas dicas:

  • Aleitamento materno;
  • Oferecer carinho;
  • “Nanar” o bebê;
  • Tentar descobrir o porquê de ele estar estressado e diminuir esse estresse.

Existem diversas maneiras de substituir a chupeta (Foto: Divulgação)

E para evitar seu uso:
  • Fique de olho e, quando o bebê quiser a chupeta, providencie algo para substituí-la;
  • Se o bebê pega a chupeta quando está entediado, ofereça alguma atividade mais interessante, como um livro para folhear, por exemplo. Ou ainda, faça caretas engraçadas para distraí-lo;
  • Já se a criança tende a colocar a chupeta na boca quando está preocupada ou se sentindo insegura, ajude-a a explicar o que ela está sentindo. Faça perguntas para descobrir o que está acontecendo e conforte-a de outro jeito – com beijos e abraços, por exemplo.

Top