7 dicas para pai solteiro

O pai solteiro precisa enfrentar o desafio de lidar com diversas responsabilidades. Suas atitudes e seu comportamento servirão de modelo para o filho, por…

O pai solteiro precisa enfrentar o desafio de lidar com diversas responsabilidades. Suas atitudes e seu comportamento servirão de modelo para o filho, por isso a importância de valorizar uma boa postura na vida.

Podendo estar na condição de viúvo ou separado, o pai solteiro deve buscar uma relação harmoniosa com o filho desde a infância. No caso da morte da mãe, as responsabilidades tomam proporções ainda maiores porque ele precisa aprender a cuidar do filho sozinho. Já quando se trata de divórcio, ter um bom relacionamento com a mãe da criança e evitar conflitos pode facilitar as coisas. A adoção também tem sido outro meio encontrado pelos homens para realizar o sonho de ser pai.

Confira a seguir 7 dicas que podem ajudar o pai solteiro no dia-a-dia:

1. Ensine valores: a criança só aprenderá a distinguir o certo do errado quando os princípios forem transmitidos de maneira adequada. As lições de respeito ao próximo, por exemplo, são essenciais para formar um adulto consciente e capaz de lidar com as diferenças.

2. Saiba dividir o seu tempo: conciliar trabalho, casa e filho não é fácil. O pai solteiro precisa organizar a rotina para não prejudicar nenhum ponto da sua vida. No que diz respeito a cuidar do lar, vale contratar uma pessoa que possa limpar a casa ou conservá-la em bom estado. No trabalho é muito importante cumprir com os compromissos, mas sem esquecer as obrigações com o filho.

3. Fale NÃO algumas vezes: educar uma criança vai muito além de fazer todas as vontades da mesma ou comprar presentes caros. É necessário que o pai saiba os momentos de dizer NÃO e apontar os erros do filho para que ele possa aprender. Esse tipo de atitude com certeza vai refletir na personalidade da criança.

Leia Também:  Pacotes nacionais, feriado 7 de setembro CVC 2012

4. Incentive os estudos: ir às reuniões da escolinha, conversar com a professora e sentar junto com a criança para ler um livro são algumas das atividades que servem de estímulo para os estudos.

5. Manifeste carinho: pequenos gestos costumam ter efeitos na criação do filho, por isso é importante sempre encontrar maneiras de expressar o amor paterno. Leve a criança para passear, participe das brincadeiras que ela propor, saiba escutá-la e esteja presentes nos momentos mais significativos.

6. Faça atividades com o filho: o pai deve compartilhar experiências com a criança e aproveitar esse contato para educar. Há várias atividades que podem ser realizadas em parceria, como a montagem de uma horta, a montagem de um quebra-cabeça grande, um passeio de bicicleta, uma viagem, etc.

7. Curta os momentos: estar ao lado do filho em diferentes situações é fundamental, até porque as fases passam muito rápido e em breve a infância chega ao fim para dar lugar a adolescência.

Top