7 dicas para a viagem de trabalho

Quem já viajou a trabalho sabe o quanto é difícil chegar em um novo ambiente, rodeado por pessoas desconhecidas. Porém esse sentimento pode piorar…

Por Editorial MDT em 19/12/2011

Viagem de trabalho

Quem já viajou a trabalho sabe o quanto é difícil chegar em um novo ambiente, rodeado por pessoas desconhecidas. Porém esse sentimento pode piorar ao nos depararmos com um país que possui um idioma diferente, sem contar na cultura nacional, que pode ser totalmente oposta aquela que você está acostumada.

Para você não “pagar micos” e poder representar de maneira adequada a empresa na qual trabalha, é necessário ficar atento a alguns pontos importantes. Por isso, daremos algumas dicas que tornarão sua viagem de negócios mais fácil e sem transtornos.

Primeira dica: seja auto-suficiente.

Se você foi escolhido pela empresa para representá-la, então quer dizer que você tem competência suficiente para realizar o trabalho para o qual foi convocado. Não é necessário nervosismo, nem tão pouco achar que é “um grande fardo”, fique tranquilo que tudo irá se resolver da melhor forma.

Em relação ao que fazer diante de reservas de voos e hotéis, seja você e tente realizar tudo por conta, isso tudo irá ajudá-lo a dar confiança.

Segunda dica: fique atento com as escolhas dos hotéis.

Opte sempre por hotéis que possuam localização com fácil acesso a ônibus, metrôs, assim como, se possível, próximo ao local que deseja chegar.

Fique atento ao que o hotel pode lhe oferecer, desde se existe acesso à internet nos quartos ou até mesmo telefones com conferência, caso seja necessário esse tipo de conversa no trabalho que você realiza.

É importante pesquisar sobre os hotéis, antes de viajar

Terceira dica: e se a reunião acontecer no hotel?

Se você for o organizador, a preocupação será um pouco maior! Para que a reunião saia como planejado, antes de fechar o acordo com o hotel é necessário avaliar, primeiramente, se o hotel possui uma estrutura adequada, que consta em ter sala de reuniões com projetor, serviço especializado, entre outros.

Quarta dica: fique atento ao tempo gasto com a viagem.

Se programe antecipadamente, avalie o tempo gasto da viagem, seja ela de ônibus, avião ou carro, veja corretamente quanto tempo irá transcorrer desde o hotel até o local onde será realizada a reunião. Um atraso não seria nada agradável!

Quinta dica: controle suas despesas.

O hotel oferece grandes atrativos a você, principalmente aqueles que ocupam o frigobar, ou mesmo as cestas de doces. Por isso, fique atento aos valores e quanto deseja gastar. Muitas vezes essas “besteirinhas” saem mais caro do que imaginamos.

Não se esqueça de guardar os comprovantes dos gastos que obteve durante a viagem, será muito mais fácil comprová-los com os recibos em mãos.

Sexta dica: não se esqueça das gorjetas.

Em muitos países a gorjeta representa em torno de 15% das despesas, portanto seja generoso. Valorize o trabalho daqueles que o servem.

Sétima dica: se for viajar com o chefe, cuidado para não ser inconveniente.

Não é necessário parecer sempre muito solícito, apenas é preciso ter bom senso e ter consciência de que uma hierarquia existe; uma boa educação é reconhecida em qualquer lugar e por qualquer pessoa.

viagens de trabalho - siga nossas dicas

Top