7.000 pessoas são evacuadas após forte tremor no Chile 7.000 pessoas são evacuadas após forte tremor no Chile

7.000 pessoas são evacuadas após forte tremor no Chile

Aproximadamente 7.000 pessoas foram evacuadas na região central de Maule, no Chile, depois de um forte terremoto notado neste domingo (25). Segundo nota divulgada…

Por Editorial MDT em 26/03/2012

Após uma confirmação de que não haverá novos tremores todos serão retirados do local.

Aproximadamente 7.000 pessoas foram evacuadas na região central de Maule, no Chile, depois de um forte terremoto notado neste domingo (25). Segundo nota divulgada pelo governo, a desocupação foi realizada “por razões preventivas.”

As pessoas que foram colocadas a 30 metros sobre o nível do mar tiveram de acender fogueiras para passar a noite, à espera de que a situação se regularize e se descarte totalmente o perigo.

A providência foi tomada após a ocorrência de um terremoto de 7,1 graus de magnitude que sacudiu a região central e sul do país. Diversas árvores caíram durante o tremor o que resultou no fechamento de alguns lugares na região.

“Mantemos a evacuação preventiva até novo aviso. Devo esclarecer que até esta hora, as pessoas do litoral nos informam que não voltaram a observar um movimento do mar”, assinalou o intendente de Maule, Rodrigo Galilea.

Segundo a autoridade regional, a situação está sendo avaliada a cada instante. Após uma confirmação de que não haverá novos tremores todos serão retirados do local.

Evacuação preventiva

“A Onemi decretou a evacuação preventiva da sétima região” devido a “observações de um certo recolhimento do mar”, divulgou o porta-voz do governo, Andrés Chadwick.

O diretor da empresa baseou-se “em uma informação de caráter visual de um certo recolhimento do mar, que não está ratificada por elementos técnicos do Serviço Hidrográfico e Oceanográfico da Marinha (SHOA) nem por organizações internacionais”, afirmou Chadwick.

Ainda segundo Chadwick a desocupação é de caráter “preventivo”, com a finalidade de “proteger” a população de qualquer situação.

Logo após o forte tremor, calculando risco de tsunami na região, a Onemi decretou a desocupação da costa entre a região de Los Lagos e Valparaíso. Todavia a ordem foi anulada após a hipótese ser descartada pela SHOA.

 

Top