5 opções para substituir o açúcar

O açúcar é um alimento puramente energético, que se consumido de forma inadequada, puro ou com alimentos de índice glicêmico elevado, é rapidamente transformado…

Por Editorial MDT em 14/03/2012

O açúcar é um alimento puramente energético, que se consumido de forma inadequada, puro ou com alimentos de índice glicêmico elevado, é rapidamente transformado em glicose, que e é totalmente liberada na corrente sanguínea com elevada probabilidade de causar picos glicêmicos, funcionando praticamente como uma injeção de glicose na veia.

Confira dicas para substituir o açúcar dos alimentos

São inúmeros os pratos que são à base de açúcar no nosso dia-a-dia. Em consequência de vários problemas relacionados a seu consumo, sua substituição por outros elementos com características mais saudável é possível sem prejudicar o gosto dos alimentos.

Confira as opções para substituir o açúcar na alimentação

O mel possui mais de 70 substâncias essenciais para o organismo como água, frutose, sacarose, glicose (carboidratos), potássio, ferro, sódio, enxofre, cobre, fósforo, zinco, selênio, cloro, cálcio, magnésio, vitaminas do complexo B, vitaminas A, E, C e alguns tipos de aminoácidos. Uma colher de chá de mel fornece cerca de 25 calorias, enquanto o açúcar possui cerca de 40 calorias.

Além disso, o mel fortalece o sistema nervoso e ajuda a desintoxicar o organismo, auxiliando a digestão além de ser um excelente antisséptico e antibiótico.

  • Stévia

É um adoçante natural descoberto em 1905, sendo uma planta originária da América do Sul, na Serra do Amambaí. É matéria prima para extração do edulcorante steviosídeo, com poder de doçura 300 vezes maior que o do açúcar de cana (sacarose). O steviosídeo não é calórico e ainda possui propriedade anticariogênicas (previne formação de cárie dental), suportando tanto altas como baixa temperaturas sem a perda das propriedades de doçura. Por seu poder flavorizante dá um toque realçando o sabor dos alimentos.

  • Açúcar mascavo

O açúcar mascavo é o açúcar obtido da concentração do caldo-de-cana ao natural, não se utilizando de processos químicos. Os benefícios de se consumir esse tipo de açúcar se deve justamente pelo fato de ser praticamente in natura, mais saudável e com muito menos produtos químicos.

O mel possui cerca de 70 substância essenciais para o organismo

  • Ciclamato

Descoberto em 1939, entrou no mercado a partir da década de 50. É largamente usado no setor alimentício, sendo aplicado em adoçantes de bebidas dietéticas, geléias, sorvetes, gelatinas etc. Com o menor poder adoçante, é 40 vezes mais adoçante que a sacarose, não calórico e possui sabor agradável e semelhante ao açúcar refinado. É um adoçante sintético, não calórico, produzido a partir de um derivado do petróleo, o ácido ciclo hexano sulfâmico. O ciclamato hoje é permitido no Brasil, Estados Unidos, Canadá e em mais de quarenta países, É um dos adoçantes mais baratos do mercado e deve ser evitado por hipertensos, já que costuma ser vendido na forma sódica, ou seja, combinado com sódio.

  • Aspartame

Edulcorante artificial descoberto em 1956, é uma proteína dissociada produzida a partir dos aminoácidos encontrados normalmente nos alimentos: fenilalanina e acido aspártico. Talvez seja o adoçante mais apreciado por possui sabor agradável, sem o residual amargo e muito semelhante ao açúcar branco, só que com o potencial adoçante 200 vezes maior, permitindo o uso de pequenas quantidades. Seu valor energético corresponde a 4 cal/g. Muito usado pela industria alimentícia, principalmente nos refrigerantes diet.

O aspartame perde sua doçura quando submetido a altas temperaturas. Por isso, sugere-se que seja utilizado em alimentos e líquidos após a retirada do fogo. É contraindicado para os portadores de fenilcetonúria (incapacidade do organismo de metabolizar a fenilalanina), uma anomalia rara que geralmente é diagnosticada no nascimento (através do teste do pezinho). Pelo mesmo motivo, também se desaconselha o uso por grávidas.

Adoçantes aspartame encontrados no mercado

O segredo para manter uma dieta equilibrada além de fazer a substituição do açúcar é fazer exercícios físicos para queimar as calorias adquiridas. E toda e qualquer substituição deve ser feita mediante autorização do seu médico ou nutricionista.

Top