5 maneiras de um homem ser gentil

5 maneiras de um homem ser gentil

Descubra como a gentileza masculina está longe de ser um sinal de fraqueza e como coloca-la em prática é mais simples do que pesa.

Por Editorial MDT em 05/10/2011

Gentileza é uma qualidade a ser apreciada em qualquer época ou ocasião, porém nem sempre possa ser um artigo fácil de ser encontrado por aí.

Por que ela é tão desejada? A razão é simples: quem afinal não gosta de ser bem tratado? Certos gestos ou palavras são capazes de proporcionar grandes efeitos. E por mais que seja rara, deveria ser uma qualidade sem distinção de gênero, ou seja: válida para homens e mulheres.

Homens, aliás, nem sempre parecem afeitos à ideia de serem gentis. Não que não gostem de ser bem tratados, mas isso não necessariamente pode ser algo comum em sua criação ou em seu cotidiano. O problema é que a falta disso pode fazer com que algumas coisas possam parecer mais difíceis. No trabalho, isso pode dificultar a integração com os demais colegas e até atrapalhar o andamento de alguma tarefa, mas este é apenas o início: Na vida amorosa, por mais que alguns ditos populares digam que os ogros da vida ou malandros da esquina possam ser os preferidos, não há mulher que resista a gentileza. Sem isso, uma aproximação pode ser complicada e se o ditado “a primeira impressão é a que fica” for verdade…

A primeira coisa a ter em mente é que ser gentil independe de gênero. Não afeta masculinidade, nem oferece efeitos colaterais maiores que benefício. E como gentileza gera gentileza – pelo menos na maior parte do tempo, essa é a hora de aprender como um homem pode ser e tirar proveito disso:

1 – Por Favor, obrigado e com licença:

Pai e mãe ensinam desde criança e este é um ensinamento do nível mais básico. Essas pequenas palavrinhas que podem abrir portas e ajudar muito na tal da primeira impressão. Ela deve ser usada sempre, com conhecidos e desconhecidos. Educação é bom e todo mundo gosta.

2 – Solicitude

O primeiro nível de gentileza vai além do “por favor” ou “obrigado”. Também estamos falando em outros tipos de gesto. O respeito a normas de convivência como ceder lugar na fila ou um assento a uma pessoa idosa, grávida ou portadora de necessidades especiais, nem deveria ser cotado como ato gentil, mas tendo em vista que essa pode ser uma postura rara, pode ser incluída no pacote.

3 – Carinho e reciprocidade:

A gentileza em uma vida amorosa inclui também os gestos de carinho, que estão além dos dois itens acima. Se você tem um parceiro ou uma parceira, essa pessoa com certeza gostará de um agrado, portanto palavras e gestos de atenção a longo prazo são justamente aqueles momentos em que a tal da rotina pode ser ignorada e um relacionamento pode valer a pena. Todo mundo deseja ser cuidado.

4 – Elogio:

Elogio nada mais é do que o reconhecimento de uma qualidade ou de uma pessoa. Verbalizar esse reconhecimento é uma forma de gentileza, com efeitos tão grandes quanto um “por favor” ou “obrigado”.

5 – Sem distinção:

Pode parecer estranho, mas não limite os seus atos aqueles que estão em seu círculo de convivência ou aqueles de sua posição. Todos apreciam este tipo de ato e a verdadeira gentileza é justamente aquela que não vê distinção. Gentileza e educação estão no mesmo patamar: você pode não se desdobrar em atos gentis que envolvam maiores demonstrações de afeto, porém nada impede que esta educação possa ser posta em prática.

Ser gentil não dói e não tem a ver com fraqueza. Experimente!

Top