28 de junho: Dia do Orgulho Gay

28 de junho: Dia do Orgulho Gay

A Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa, que atualmente é dirigida por Marco Feliciano, aprovou em 2008 o Dia do Orgulho Gay, que…

Por Élida Santos em 28/06/2013

A Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa, que atualmente é dirigida por Marco Feliciano, aprovou em 2008 o Dia do Orgulho Gay, que deve ser comemorado na data de 28 de junho. A intenção desse projeto é combater o preconceito. Foram muitas as conquistas gays no Brasil e no mundo nos últimos tempos, mas ainda tem muito o que fazer para todos sejam tratados com igualdade.

No dia 28 de junho lute por respeito entre todos (Foto: Divulgação)

Casamento civil gay no Brasil

Nesse Dia do Orgulho Gay é bom lembrar de algumas conquistas recentes desse grupo, que ainda sofre muito com o preconceito. Após uma resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o direito do casamento civil entre pessoas do mesmo sexo passou a ser legitimo em todo o Brasil. Desde maio desse ano, é possível casar-se no cartório municipal. Com isso, casais gays conseguem assegurar direitos que antes só os casais do mesmo sexo tinham garantidos por lei.

O Dia do Orgulho gay deve ser de manifestações (Foto: Divulgação)

Comemoração de aprovação do casamento gay na Califórnia

O Dia do Orgulho Gay também serve para que as conquistas internacionais desse público sejam lembradas. Os modelos Brandon Brown, 28, e Colby Melvin, 25, que estão noivos há quatro meses, cortaram um bolo de casamento simbólico na manhã do último dia 26, em um bar de um bairro gay de Los Angeles, para comemorar a aprovação do retorno das uniões entre pessoas do mesmo sexo na Califórnia.

No total, 30 ativistas se reuniram no bar e restaurante The Abbey, mais famoso do West Hollywood, para assistir ao vivo a sessão da Suprema Corte, que acabou com a lei que não reconhecia casamento gay no país e também derrubou o resultado do plebiscito de 2008 que proibia uniões do tipo no Estado da Califónia (52% haviam aprovado a proibição).

Nesse Dia do Orgulho Gay brasileiros sempre é bom lembrar que todos temos direitos iguais, e que se hoje os homossexuais precisam de leis mais especificas para ter certos benefícios garantidos é porque ainda não temos uma sociedade igualitária. Alguns historiadores comparam a luta feminista de décadas atrás com as que os gays estão traçando, já que não faz muito tempo, que mulheres pediam igualdade. Por isso, quem não concorda com o homossexualismo só deve respeitar esses seres humanos que só lutam para ser feliz.

Top