24/12 – Dia do Órfão

“Ser órfão! Não ter na vida aquilo que todos têm! É como a ave sem ninho… É qual semente perdida que, ao voltar do…

Por Élida Santos em 24/12/2011

Aproveite essa data para levar esperança a uma criança (Foto: Divulgação)

“Ser órfão! Não ter na vida aquilo que todos têm! É como a ave sem ninho… É qual semente perdida que, ao voltar do seu eirado, o lavrador descuidado deixou tombar no caminho.”, disse o jornalista, escritor e poeta português, Guerra Junqueira, para definir o pleno sentido do termo órfão. No dia 24 de dezembro, justamente o dia que antecede o Natal, uma data que remete a família, foi instituído como o dia do órfão. A ideia que as pessoas reflitam sobre o tema e levem esperança para as crianças que por diferentes motivos não podem desfrutar da companhia dos pais.

Se você quer adotar uma criança e não sabia como, aproveite o dia do órfão para dar uma nova família para uma pessoa especial. O procedimento de adoção funciona da seguinte forma: Vá até a Vara da Infância e Juventude mais próxima da sua residência com RG e comprovante de endereço. Depois disso, o setor vai agendar uma entrevista com o setor técnico, e você deve levar cópia autenticada da certidão de casamento ou nascimento, cópia do RG, cópia do comprovante de renda mensal, atestado de sanidade física e mental, atestado de idoneidade moral assinada por duas testemunhas, com firma reconhecida e atestado de antecedentes criminais.

Faça uma crinaça sorrir por muiro anos (Foto: Divulgação)

Durante a entrevista você irá preencher a ficha de triagem, onde você poderá selecionar tipo físico, idade e sexo da criança. A ficha preenchida passa por uma análise, e só depois dessa aprovação, é que você é incluído na listagem de espera para adotar uma criança. Quanto menor for o número de restrições, menor será o tempo que você irá esperar para adotar uma criança. Assim que chegar a sua vez você será contato e convidado a visitar diversos locais até encontrar uma criança que se adéqüe ao seu perfil e as possibilidades da sua família.

Podem adotar pessoas que possuam mais de 21 anos, independente do seu estado civil. A pessoa adotada deve ser no mínimo 16 anos mais nova que a pessoa que quer adotá-lo. O cônjuge ou concubino pode adotar o filho do companheiro. A lei não prevê a adoção por homossexuais, o que fica a critério do julgamento de cada juiz. Agora que você já sabe como fazer aproveite o dia do órfão para mudar a vida de uma pessoa. Avalie os prós e contras da adoção, mas se tiver condições, adote, pois é mais que um ato de amor.

Top