23% da população apresenta algum tipo de deficiência, diz pesquisa

De acordo com dados do Censo 2010, mais de 45 mil brasileiros apresentam algum tipo de deficiência, o equivalente a 23% da população. Este…

Por Isabella Moretti em 05/09/2012

De acordo com dados do Censo 2010, mais de 45 mil brasileiros apresentam algum tipo de deficiência, o equivalente a 23% da população. Este indicador foi possível graças a uma mudança que ocorreu na forma de aplicar os questionários, garantindo mais precisão na contagem de deficientes no país. Os números foram divulgados em junho de 2012 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Dados estatísticos apontam que mais de 45 mil brasileiros apresentam algum tipo de deficiência. (Foto:Divulgação)

Além de calcular a quantidade de brasileiros deficientes motores, auditivos, mentais ou visuais, a pesquisa também teve o objetivo de apontar as deficiências mais incidentes e como elas estão distribuídas nas regiões do Brasil.

Quase ¼ da população brasileira tem algum tipo de deficiência

A região sudeste apresentou a maior incidência de deficiências (9,7%), até porque concentra um maior número de pessoas em seu território. Em seguida aparece o Nordeste, com 7,4% dos deficientes. O Sul possui 3,2%, o Norte aparece com 1,9 e por último está o Centro-Oeste, com 1,6 da quantidade de deficientes brasileiros.

Entre as deficiências que foram mais mencionadas na pesquisa, vale ressaltar os problemas visuais, afinal, 18,8% dos brasileiros apresentam dificuldades para enxergar ou são totalmente cegos. A incapacidade auditiva afeta uma parcela de 5% da população. Com relação às deficiências motoras, o número de pessoas afetadas é de 7%. O levantamento também mostrou que 1,4% dos brasileiros apresentam algum tipo de deficiência mental.

18,8% dos brasileiros apresentam dificuldades para enxergar ou são totalmente cegos. (Foto:Divulgação)

A pesquisa divulgada pelo IBGE também procurou separar os deficientes por sexo. Depois de analisar os dados, descobriu-se que 21% dos homens apresentam alguma das deficiências mencionadas, mas este índice foi maior entre as mulheres, o equivalente a 27%.

Considerando o critério de cor e raça, a taxa de deficientes foi maior entre os negros e amarelos, ambos com 27%. Já a população branca representou 23,5% do total. Os índios foram os que menos reclamaram de algum tipo de deficiência na pesquisa, por isso representaram 20% do número de deficientes no Brasil.

Os dados estatísticos revelaram que a deficiência mental ainda representa o maior obstáculo para a inclusão no mercado de trabalho, considerando tanto a população feminina como a masculina.

Leia mais: Programa Inclui – Inclusão de Alunos Deficientes nas Escolas

Os deficientes brasileiros e a inclusão social

A inclusão de deficientes no mercado de trabalho necessita de incentivos. (Foto:Divulgação)

O estudo divulgado pelo IBGE revela a situação dos deficientes no Brasil e pode servir de subsídio para o desenvolvimento de novas políticas públicas. Embora ¼ da população alegue algum tipo de deficiência, a sociedade ainda apresenta dificuldades para promover a inclusão das minorias. A falta de informação costuma ser um dos principais motivos que impedem a inclusão de deficientes e impulsionam o preconceito.

Veja também: Oportunidades para Deficientes

Top