1984: filme, livro, informações, saiba mais

A loja virtual Amazon apontou um aumento na comercialização do livro 1984, de George Orwell, depois do vazamento de informações de programas secretos do governo dos Estados…

A loja virtual Amazon apontou um aumento na comercialização do livro 1984, de George Orwell, depois do vazamento de informações de programas secretos do governo dos Estados Unidos para espionar ligações e informações de cidadãos não só americanos, como também no resto do mundo.

O filme e o livro 1984 fazem sucesso até hoje (Foto: Divulgação)

No índice Amazon Movers & Shakers, que mostra os livros que tiveram maior variação de vendas nas últimas 24 horas, a obra, que foi escrita em 1948 e publicada no ano seguinte, está no quarto lugar do ranking de comercialização de livros que aumentaram o número de vendas em apenas um dia. Na última hora, o crescimento ficou registrado em 4000%.

Enredo do livro 1984

O livro 1984 conta que as pessoas estão sob vigilância constante do “Grande Irmão” (na versão original, o “Big Brother”), que controla tudo que a população faz por meio de câmeras espalhadas pela cidade.  No enredo desse livro o autor menciona que mensagens nas ruas lembram que “O Grande Irmão está te observando”.

O livro ainda é sucesso de vendas (Foto: Divulgação)

1984 faz alusão a regimes totalitários como o nazismo

Orwell fez esse livro como uma crítica aos regimes totalitários que apareceram durante a primeira metade do século XX, como por exemplo, o nazismo alemão, o stalinismo soviético e o fascismo italiano. O motivo pelo qual depois de tantos anos o livro ainda tem um público cativo é que as pessoas ainda sentem-se controladas e vigiadas, mesmo que indiretamente. O interesse pela história é tão grandioso que ela virou filme, também chamado de 1984.

Esse controle absoluto sob as pessoas desses regimes que mataram muitas pessoas ao longo dos anos foi lembrado com o vazamento da operação PRISMA, nome usado ao suposto programa desenvolvido pela Agência Nacional de Segurança norte-americana para captar e revelar informações de cidadãos de todo o planeta que utilizam serviços de grande companhias dos Estados Unidos, como Microsoft, Apple, Google e Facebook. As companhias negam fornecer dados de seus usuários para o governo.

Leia Também:  Indicados ao prêmio MTV Movie Awards 2013

Top