14 de junho: Dia mundial do doador de sangue

No dia 14 de junho comemora-se o Dia Mundial do Doador de Sangue. Esta ocasião representa uma ótima oportunidade para ressaltar a importância da…

O doador de sangue tem o poder de salvar vidas.

No dia 14 de junho comemora-se o Dia Mundial do Doador de Sangue. Esta ocasião representa uma ótima oportunidade para ressaltar a importância da doação voluntária de sangue para ajudar as pessoas que precisam passar por transfusão. Este gesto de amor e solidariedade pode salvar milhões de vida, por isso ele serve de estímulo para campanhas em várias partes do mundo.

Depois de doado, o sangue passa por um processo que separa os seus componentes, ou seja, o plasma, as plaquetas e hemácias. A distribuição do material coletado é feita aos hospitais para salvar pacientes internados em estado grave.

Quem pode e quem não pode doar sangue

Para se tornar um doador de sangue, o indivíduo precisa atender a alguns requisitos básicos, como estar em boa saúde, ter entre 18 e 65 anos de idade, peso acima de 50 quilos e carteira de identidade.

Para se tornar um doador, a pessoa não pode ser portadora de doença transmissível por sangue.

É importante ressaltar que doenças transmissíveis pelo sangue como Chagas, hepatite, HIV e sífilis impedem a doação. A triagem das pessoas interessadas em participar da coleta também permite diagnosticar problemas de saúde, como é o caso das anemias.

De acordo com o Ministério da Saúde, as mulheres que estão grávidas ou amamentando não podem participar da coleta. A doação também é proibida para os usuários de drogas, pessoas recém-vacinadas contra rubéola, BGC e sarampo.

Saiba mais: Requisitos mínimos para doação de sangue

Recomendações para o dia da doação

No dia da coleta, o doador também precisa estar de acordo com os pré-requisitos básicos. Confira:

Leia Também:  Acidentes com raios: primeiros socorros

– Apresentar boa pressão arterial;

– Não doar sangue em jejum;

– Não consumir alimentos gordurosos três horas antes da coleta;

– Não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 últimas horas;

– Não fumar 2 horas antes da coleta;

– Fazer um bom repouso na noite que antecede a doação.

A coleta retira até 450 ml de sangue do doador.

Antes da doação, o indivíduo é submetido a testes de sangue para detectar possíveis doenças, além de verificar o tipo sanguíneo. Caso o organismo não apresente problemas que impeçam a coleta, o doador tem até 450 ml de sangue retirado do corpo. Lembrando que os profissionais das campanhas trabalham apenas com materiais descartáveis, impedindo assim qualquer tipo de contaminação.

As pessoas interessadas em doar sangue devem procurar um hemocentro (postos fixos) ou recorrer ao trabalho das equipes móveis que percorrem todo o Brasil. Entre em contato com a Secretaria de Saúde do Estado para mais informações.

Aproveite a data comemorativa para se tornar um doador de sangue e ajudar a salvar vidas.

Veja também: Tipos de sangue

Top