100º aniversário de Luiz Gonzaga

Se Luiz Gonzaga estivesse vivo, neste dia 13 de dezembro ele estaria completando 100 anos. O cantor e compositor faleceu em 1989, mas marcou…

Por Isabella Moretti em 13/12/2012

Se Luiz Gonzaga estivesse vivo, neste dia 13 de dezembro ele estaria completando 100 anos. O cantor e compositor faleceu em 1989, mas marcou o seu nome na história da música brasileira.

Se estivesse vivo, Luiz Gonzaga faria hoje 100 anos. (Foto:Divulgação)

Centenário de Luiz Gonzaga

O centenário de Luiz Gonzaga está sendo comemorado em todo o Brasil. O músico, também conhecido como “Rei do Baião”, ganhou até uma homenagem do Google – um Doodle personalizado na página inicial.

Os 100 anos de Luiz Gonzaga estão sendo lembrados com muita festa, principalmente no Nordeste. Em Pernambuco, o museu dedicado ao músico elaborou uma programação especial em virtude do centenário, com direito a apresentação de sanfoneiros na região.

O Museu Luiz Gonzaga é uma das atrações da cidade de Caruaru. Ele existe desde 1999 e reúne cerca de 400 peças. Quem visita o espaço pode conhecer um pouco sobre a história do músico nordestino, desde o nascimento até a morte. Em comemoração ao centenário, o museu terá sessões de cinema, contos e apresentações de xote e xaxado.

Saiba mais: Melhores Festas Juninas do Brasil

História de Luiz Gonzaga

Luiz Gonzaga nasceu em Exu, no interior de Pernambuco, em 13 de dezembro de 1912. Ele pertencia a uma família humilde e adquiriu amor pela música graças à influência do seu pai. Ainda garoto, se apresentou em bailes, forrós e feiras, tocando o seu acordeão.

Luiz Gonzaga se consagrou como rei do baião. (Foto:Divulgação)

Ao longo de sua carreira no mundo da música, Luiz Gonzaga se manteve fiel às suas origens, por isso se tornou um grande representante da música nordestina. O estilo musical que o consagrou foi o baião e a sua canção mais marcante foi ‘Asa Branca’, que compôs em 1947.

Luiz Gonzaga teve um grande amor em sua vida: Nazarena. A princípio, ele foi rejeitado e ameaçado de morte pelo pai da moça. No entanto, ele começou a viver um romance escondido com a amada. Quando a relação foi descoberta o músico levou uma surra. Triste e revoltado pelo fato de não poder ficar com Nazarena, ele virou soldado e viajou por vários estados brasileiros.

Em 1939, Luiz Gonzaga resolveu dar baixa no exército e se dedicar apenas à música. Ele teve alguns amores e construiu uma carreira de sucesso. O músico também viveu a paternidade, mas não se dava muito bem com o seu filho rebelde Gonzaguinha. Com o tempo a relação dos dois melhorou, principalmente quando resolveram viajar pelo Brasil compondo, tocando e cantando lado a lado.

Luiz Gonzaga ao lado do seu filho Gonzaguinha. (Foto:Divulgação)

Luiz Gonzaga sofria de osteoporose e morreu aos 76 anos, vítima de uma parada cardiorrespiratória.  Vinte três anos após o seu falecimento, a música Asa Branca continua sendo uma das maiores canções brasileiras.

Veja também: 100 anos do naufrágio do Titanic

Top