10 dicas para conseguir comprar a casa própria

Adquirir a casa própria é uma busca constante entre as pessoas, principalmente para as famílias. Há muitas alternativas oferecidas pelos bancos e instituições financeiras…

Adquirir a casa própria é uma busca constante entre as pessoas, principalmente para as famílias. Há muitas alternativas oferecidas pelos bancos e instituições financeiras para conseguir o crédito da aquisição imobiliária, mas antes de fechar negócio, é necessário avaliar os prós e os contras de cada recurso que possibilita a compra do imóvel.

O comprador da casa deve tomar uma série de cuidados para escolher o financiamento mais adequado.  É recomendado que ele leve em conta o limite do seu orçamento na hora de definir os valores e números das parcelas. No entanto, do ponto de vista financeiro, nem sempre financiar o imóvel é a melhor solução para o quesito moradia.

Confira 10 dias para conseguir comprar uma casa:

1. Economize: o imóvel é um patrimônio caro, mas que vale a pena ser comprado para quem deseja estabilidade. A melhor forma de juntar dinheiro para dar uma entrada na casa própria é economizando, ou seja, reduzindo os gastos desnecessários.

2. Cuidado com os financiamentos: como nem todas as pessoas possuem condições financeiras para adquirir um imóvel à vista, elas acabam optando por uma modalidade de crédito imobiliário. Porém, a compra financiada pode aumentar em até quatro vezes o valor real da casa e demorar muito tempo para a dívida finalmente ser quitada.

3. Comprar ou alugar: a aquisição do imóvel não é indicada quando as prestações se estendem por muito tempo, chegando a 30 anos em alguns casos. Daí acaba sendo mais válido guardar o dinheiro que seria aplicado e morar de aluguel por um tempo. Normalmente a prestação do aluguel equivale a 0,5% do valor da casa.

4. O melhor crédito imobiliário: enquanto o consórcio é indicado para construções e reformas, o financiamento se adapta as necessidades de quem quer comprar a casa própria. Como se trata de um investimento a longo prazo, a decisão de financiar um imóvel precisa ser muito bem pensada. Assim, considere todas as possibilidades do mercado e não ultrapasse 25% da renda líquida ao fazer a escolha do plano.

Leia Também:  Dicas Para Comprar Casa, Imóvel ou Apartamento

5. Reconheça o seu orçamento: escolha comprar uma casa que esteja dentro das suas condições orçamentárias, caso contrário, fica muito fácil se enrolar com várias dívidas. Não comprometa a renda da família em 30% ou 35% como alguns bancos esperam. O máximo do investimento por mês deve ser de 1/4.

6. Uso do FGTS: o fundo de garantia pode ser usado no financiamento da casa própria abatendo até 80% do valor da prestação. Para liberar esse dinheiro é necessário pagar uma taxa de aproximadamente 40 reais e apresentar os documentos exigidos pela Caixa Econômica Federal.

7. Quitar parcelas: é importante estar consciente da dívida e fazer de tudo para suavizá-la. Assim, quando entrar um dinheiro extra (como é o caso do décimo terceiro), procure pagar algumas parcelas do financiamento para economizar nas altas taxas de juros.

8. Dê uma boa entrada: antes de contratar o financiamento, tenha em mãos o dinheiro para dar uma boa entrada no seu imóvel e suavizar as prestações.

9. Empréstimo imobiliário com prazo curto: muitas parcelas podem deixar a dívida muito alta, isso porque o financiamento se apropria de taxas de juros ao longo das prestações.

10. Lute contra o emocional: não caia na tentação de comprar um imóvel inacessível ao seu orçamento. Lembre-se de que o aluguel da casa pode funcionar bem como moradia provisória e o não pagamento das parcelas ao financiar pode resultar na perda do investimento.  

Top