Menu

Saúde

Atualizado em 7 de março de 2013, às 8:47 por Analu
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Vício em sexo: saiba mais

Alguns artistas, como Michael Douglas, apresenta compulsão em praticar sexo. Saiba mais sobre o vício em sexo.

Michael Douglas, Jack Nicholson, Tiger Woods é imensa a lista de artistas que sofrem com o vício em sexo. A doença é conhecida pela compulsão sexual e que, por vezes, pode colocar a vida do indivíduo em risco. Isso porque o viciado em sexo, não mensura quantas relações ele tem por semana, muito menos com quem ele irá saciar seu desejo. Em alguns casos, essa compulsão é tão intensa, que pode afetar a produtividade no trabalho, nas relações sociais e afetivas e até, interferir em sua autoestima. Conheça abaixo algumas informações sobre o vício em sexo.

Saiba quais são os famosos viciados em sexo.

590569 A compulsão por sexo é tão grande que o indivíduo não consegue se concentrar para a realizar as atividades diárias. Foto divulgação Vício em sexo: saiba maisA compulsão por sexo é tão grande, que o indivíduo não consegue se concentrar para a realizar as atividades diárias. (Foto: divulgação)

Sexo sem ver hora, nem lugar

Na maioria das vezes, os indivíduos viciados em sexo, chegam a um nível de excitação tão intensa, que acabam perdendo o controle, sendo levados pelo impulso de realizar a fantasia. Esse sentimento pode vir à flora em qualquer ambiente, seja na hora do expediente ou, até mesmo em locais públicos. Além disso, indivíduos que sofrem desse mal, podem se masturbar compulsivamente, ou mesmo fazer serviços de tele-sexo ou sites pornográficos, além da relação sexual propriamente dita.

O vício em sexo pode prejudicar o convívio social

O indivíduo viciado em sexo pode apresentar outros sintomas que também indicam a doença, como por exemplo, o comprometimento significativo da sua vida social, afetiva e profissional, assim como das pessoas do seu convívio. O portador do problema também pode apresentar alguns sintomas de ansiedade, angústia e vergonha intensa, sendo este último, um dos indicadores as doença.

590569 Em alguns casos o individuo se sente envergonhado com o problema. Foto divulgação Vício em sexo: saiba maisEm alguns casos, o indivíduo se sente envergonhado com o problema. (Foto: divulgação)

O sexo não é sinônimo de prazer

A pessoa que é viciada em sexo, realiza as fantasias, porém não garante a satisfação pessoal. Ou seja, logo após o ato, ela volta a apresentar os mesmos processos de idealização do desejo sexual. Segundo especialistas, o indivíduo que sofre com o problema, sente prazer do ponto de vista fisiológico, porém mantem-se em um estágio de desânimo e angústia, que resultam em um novo ciclo de impulsos sexuais.

A compulsão é um dos primeiros sinais do problema

Na maioria dos casos, um indivíduo viciado em sexo, apresenta, primeiramente, um comportamento obsessivo, seja por múltiplos parceiros, pornografia, masturbação constante e frequente estimulação sexual. Além disso, devido a frequente necessidade em realizar as fantasias sexuais, o viciado tem dificuldade em estabelecer em envolvimento emocional. Além disso, o compulsivo sente repugnância e vergonha pelo seu comportamento, o que acaba gerando uma condição de baixa autoestima e isolamento social.

590569 O ato sexual muitas vezes não traz satsifação. Foto divulgação Vício em sexo: saiba maisO ato sexual, muitas vezes, não traz satisfação. (Foto: divulgação)

O indivíduo que sofre com o vício em sexo, merece atenção especial. Assim, é muito importante que, após conhecer um pouco mais sobre o distúrbio, o indivíduo busque a orientação de um especialista e avalie a necessidade ou não de um tratamento.

Saiba mais sobre a terapia do sexo.

A categoria Saúde do portal Mundodastribos.com é um espaço informativo de divulgação e educação sobre os temas relacionados à saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento, sem antes consultar um profissional de saúde.