Menu
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Uso do celular ao dirigir reduz 80% da atenção

Quem tem o costume de dirigir e falar ao celular simultaneamente está arriscado a um acidente, afinal, o cérebro perde 80% da sua concentração no trânsito.

O cérebro humano não consegue se concentrar em duas atividades ao mesmo tempo, por isso o uso do celular ao dirigir reduz 80% da atenção que o indivíduo deveria manter no trânsito. Este tipo de comportamento pode causar acidentes fatais, por isso deve ser evitado ao máximo.

Dirirgir e falar ao celular ao mesmo tempo interfere na concentração no trânsito. (Foto:Divulgação)

O perigo do celular no trânsito

De acordo com a Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), uma pessoa leva cerca de quatro segundos para pegar o celular e mais cinco segundos para discar o número. Este tempo gasto corresponde a 125 metros de distância de falta de atenção no trânsito, numa velocidade de 50 quilômetros por hora.

Pegar o celular, teclar o número e falar são três atitudes arriscadas durante a direção. Quando o motorista faz isto, ele coloca em risco a sua própria vida e comete uma infração. O Código de Trânsito Brasileiro determina multa de R$ 85,12 para quem dirige falando ao celular, além de quatro pontos na carteira de habilitação.

O condutor que for pego usando celular recebe multa de R$ 85,12. (Foto:Divulgação)

A área do cérebro, chamada de lobo frontal, é responsável pela atenção devido a uma rede de neurônios que faz o indivíduo se concentrar naquilo que está fazendo.  Mas, ela só é capaz de desempenhar bem uma tarefa de cada vez.

Embora a distração no volante seja apenas de alguns segundos, este tempo é suficiente para que aconteça uma fatalidade. O tempo de reação do motorista fica reduzido, algo semelhante com que acontece com o seu cérebro ao dirigir sob o efeito do álcool. O perigo de acidente se torna ainda maior se a pessoa já sofre de algum transtorno de atenção.

Veja também: Dicas para dirigir na estrada

Os problemas do desvio de atenção

O celular dispersa a atenção do condutor do veículo de várias maneiras. Quando atende uma ligação ou envia um SMS, a pessoa que está dirigindo dificilmente olha para o retrovisor, pode acabar seguindo o trajeto errado e até ultrapassar a velocidade compatível com o tráfego.

Com o lobo frontal focado em outra tarefa, o motorista não consegue dirigir com toda a atenção que precisa. (Foto:Divulgação)

Falar ao celular e dirigir ao mesmo tempo faz com que o motorista tenha dificuldades para trocar as marchas e de assimilar a sinalização.

O Governo Federal criou um aplicativo chamado “Mãos no Volante” para incentivar o motorista a não atender o celular enquanto estiver dirigindo. Quando o aparelho recebe uma ligação, o app envia imediatamente uma mensagem de texto, informando que a pessoa está dirigindo e no momento não pode atender. O recurso é bem interessante, fácil de ser usado e estimula a segurança no trânsito.

Saiba mais: Mãos ao volante: Aplicativo para celular e Smartphone


RECEBA OS ARTIGOS VIA EMAIL