Bem Estar

Tontura e vertigem: diferenças

Tontura e vertigem possuem definições diferentes, porém ambas provocam mal-estar.

Muitas pessoas confundem a definição de tontura com vertigem. Por isso, separamos a principal diferença entre elas, para que não ocorram confusões. Conheça um pouco mais a respeito.

Tontura X Vertigem

A tontura é um termo difícil de ser definido. Por isso, muitas pessoas o utilizam para mencionar situações de desequilíbrio, náuseas, hipotensão, fraqueza e mal-estar. Porém, a real definição para tontura é aquela apresentada pela falsa sensação de movimento próprio ou do ambiente, podendo estar associada a enjoos e desequilíbrios. Já a vertigem é quando a pessoa relata que tudo que está ao redor parece estar girando. Vertigem é, na verdade, apenas um dos tipos de tontura.

Manutenção do equilíbrio

Para ficar em equilíbrio, o corpo precisa fornecer informações detalhadas de sua posição ao cérebro. Isso ocorre para mantermos o bem-estar em qualquer posição: deitada, sentada, de lado ou mesmo com os braços levantados. Em nosso organismo existem três meios que realizam a função de mandar informação para o sistema nervoso central com objetivo de equilíbrio, entre eles, podemos citar:

  • Visão – ajudam a orientar o que está ao redor;
  • Propriocepção – é o nome dado a capacidade do cérebro de reconhecer e localizar a posição do corpo, incluindo sua posição e orientação;
  • Ouvido interno – é o maior responsável pelo quadro de tontura e vertigem.
Desequilíbrio - sensação de que o ambiente está rodando ao nosso redor.

Compreendendo o ouvido interno

Dentro do ouvido interno existe um órgão que se chama labirinto. Ele faz parte do aparelho vestibular e é responsável pela manutenção do equilíbrio.

O labirinto é composto por um conjunto de arcos semicirculares que possuem líquidos no seu interior. Quando nos movimentamos, esses líquidos também se movem. Com isso, o cérebro interpreta e identifica os movimentos, resultando na manutenção do equilíbrio. Conforme mudamos de posição, as informações são passadas para o cérebro, o qual acompanha os movimentos.

Causas de vertigens e tonturas

São diversas as causas de vertigens e tonturas. Cerca de 40% dos casos se devem a doenças do aparelho vestibular. Já 10% são devidos a problemas no cérebro e, em torno de 15% por distúrbios psiquiátricos. Porém, em torno de 25% não são verdadeiramente tonturas, mas sim pré-síncopes e desequilíbrios.

Quadro clínico de vertigem

Conheça os principais sintomas apresentados pelas pessoas portadoras de vertigem:

  • Tonturas rotatórias – sensação de que o ambiente esta rodando;
  • Dificuldade na manutenção do equilíbrio;
  • Tonturas que aprecem e desaparecem;
  • Tonturas que pioram com a movimentação da cabeça ou movimentos rápidos.
Nem sempre sabemos diferenciar a tontura da vertigem.

É importante saber a diferença entre tontura e vertigem. Lembre-se de que a única pessoa que pode realmente diagnosticar o problema é um médico especialista no assunto.

Recomendado para você
Bem Estar

Tendências de tatuagens masculinas para 2017 (mais de 100 fotos incríveis)

Bem Estar

Cartão Fidelidade Gol

Beleza

Unhas Decoradas 2017

Bem Estar

Festa junina 2017 – Dicas de decoração

Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *