Menu

Notícias

Atualizado em 29 de fevereiro de 2012, às 8:45 por Analu
Você está em: MundoDasTribos > Sintomas iniciais do HIV

A contaminação pelo vírus HIV nem sempre é assintomática, como muita gente pensa. Confira alguns sinais e sintomas que surgem no início da infecção.

HIV é a sigla para o vírus da imunodeficiência humana, é um vírus infecto-contagioso que ataca o sistema imunológico do corpo. Como resultado, a habilidade natural do organismo para lutar contra várias infecções fica afetada de modo que as pessoas infectadas estão mais propensas a várias doenças.

401566 vírus HIV Sintomas iniciais do HIVO vírus HIV infecta células de defesa do organismo

Este vírus é transmitido de uma pessoa infectada para outras pessoas através de relações sexuais sem proteção, transfusões de sangue e partilha de seringas. Pode ser transmitido da mãe infectada para o filho recém-nascido durante o parto ou através da amamentação.

Alguns dos primeiros sinais da contaminação pelo HIV são bastante semelhantes à gripe, mas em geral dependem muito da fase de infecção e é denominada de AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Humana Adquirida) em um período mais tardio.

Os primeiros sintomas do HIV em homens

A febre é um dos sinais mais precoces do HIV e pode surgir em breve período após a infecção, geralmente dentro de algumas semanas. A temperatura do corpo do paciente varia entre 37,5 e 38,5°C e é acompanhada por dor de cabeça, cuja intensidade pode ser de moderada a grave.

Gânglios linfáticos palpáveis e indolores é outro sintoma comum do HIV e podem estar presentes nas cadeias cervicais, axilares ou inguinais. A infecção reduz o nível de energia dos homens infectados, tanto que eles ficam cansados e fatigados com bastante facilidade. Manchas descoradas na superfície da pele são bastante comuns e geralmente desaparecem após 2 a 4 semanas.

Os primeiros sintomas do HIV em mulheres

Tal como os homens, as mulheres também têm febre e inflamação nos gânglios linfáticos nas fases iniciais do HIV. Além destes dois sintomas, existem alguns outros que são mais proeminentes nas mulheres. Uma deles são as infecções vaginais recorrentes, como verrugas genitais, úlceras ou infecções fúngicas.

401566 A febre é uma da principais sintomas do HIV tanto em homens como nas mulheres Sintomas iniciais do HIVA febre é um dos sintomas principais

Irregularidade no ciclo menstrual é bastante comum, assim como doença inflamatória pélvica, exames de Papanicolaou anormal, diarreia, perda de apetite, fadiga e suores noturnos. A maioria tende a perder peso de forma anormal, após a infecção.

Os primeiros sintomas do HIV em crianças

Em geral, a infecção pelo HIV progride a um ritmo muito mais rápido nas crianças do que em adultos. A primeira coisa que pode ser observada é a falta de crescimento e desenvolvimento adequados. Bebês demoram mais tempo para engatinhar ou andar e crianças pequenas têm dificuldade em ganhar peso e altura.

Inchaço abdominal anormal é uma outra característica que pode ser observada no corpo da criança e é o resultado da inflamação do fígado e baço. Toda a área abdominal é bastante sensível ao toque.

Como os adultos, os primeiros sinais de infecção pelo HIV são dor de garganta, febre, cefaleia, fadiga, dor no corpo e erupção cutânea. Devido ao fato de seu sistema imunológico ser bastante danificado, elas estão propensas a diferentes tipos de infecções como otite, sinusite ou infecção pulmonar.

401566 Nas crianças infectadas pelo HIV os sintomas inicias são dor de garganta febre cefaléia fadiga dor no corpo erupção cutânea 2. Sintomas iniciais do HIVAs crianças apresentam quadro semelhante a de outras infecções virais

Os primeiros sintomas da infecção pelo HIV são tão parecidos com outros quadros de infecção viral que geralmente é difícil distingui-los e algumas pessoas podem não apresentar quadro clínico algum, por isso, mediante a dúvida ou suspeita de exposição a situações de risco, é fundamental procurar auxílio médico.

A melhor maneira de se proteger do vírus da AIDS é evitando comportamentos de risco e situações onde há exposição com substâncias como sangue, secreção vaginal ou sêmen, que poderiam ser fontes de infecção.