Menu

Saúde

Atualizado em 19 de outubro de 2009, às 9:36 por Editorial MDT
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Síndrome de Burnout – A doença do Trabalho

Por acaso vocês já sentiram desgaste no humor, baixa motivação ? Talvez isso seja muito mais do que um suposto stress do dia-a-dia.

sindrome burnout Síndrome de Burnout   A doença do Trabalho

Se a resposta foi positiva ou passou por algo semelhante é bom tomar conhecimento da Síndrome de Burnout, que é caracterizado por estresse ocupacional, ou seja, ocorre quando uma pessoa fica exausta tanto fisicamente como emocionalmente, tornando-se alguém agressivo e muitas vezes irritante.

Na maioria das vezes o problema está relacionado com o mundo do trabalho, a síndrome de Burnout afeta principalmente aqueles profissionais que precisam manter contato próximo ou direto com outras pessoas, um bom exemplo são médicos, enfermeiros, professores, psicólogos, policiais, etc.

Veja a seguir uma lista de algumas áreas que são consideradas as mais estressantes para se trabalhar:

1) Tecnologia da Informação;

2) Medicina;

3) Engenharia;

4) Vendas e Marketing;

5) Educação;

6) Finanças;

7) Recursos Humanos;

icon cool Síndrome de Burnout   A doença do Trabalho Operações;

9) Produção;

10) Religião.

Algumas características individuais também podem levar para formação da Síndrome como: idealismo elevado, alta motivação, perfeccionismo, rigidez, excesso de dedicação, etc.

Em resumo, são pessoas que se envolvem além do necessário com o que fazem, seja na empresa ou no próprio negócio, não medem esforços para atingir seus objetivos mesmo que isso represente o desenvolvimento de uma síndrome ou qualquer outra doença parecida.

Confiram as Principais características/sintomas da Síndrome de Burnout:

SINTOMAS EMOCIONAIS
: avaliação negativa do desempenho profissional, esgotamento, fracasso, impotência, baixa auto-estima.

MANIFESTAÇÕES FÍSICAS OU TRANSTORNOS PSICOSSOMÁTICOS: fadiga crônica, dores de cabeça, insônia, úlceras digestivas, hipertensão arterial, taquicardia, arritmias, perda de peso, dores musculares e de coluna, alergias, lapsos de memória.
ALTERAÇÕES COMPORTAMENTAIS: maior consumo de café, álcool e remédios, faltas no trabalho, baixo rendimento pessoal, cinismo, impaciência, sentimento de onipotência e também de impotência, incapacidade de concentração, depressão, baixa tolerância à frustração, ímpeto de abandonar o trabalho, comportamento paranóico (tentativa de suicídio) e/ou agressividade.

Tratamento da Síndrome de Burnout:

Depois de constatado o tratamento da síndrome de Burnout é realizado através do psicoterapeuta. Em alguns casos não é necessário a utilização de medicamentos como os antidepressivos que atuam como moderadores de ansiedade e da tensão, sendo que estes são sempre prescritos com avaliação médica.
De qualquer forma apesar do ambiente de trabalho e as condições que as organizações impõem buscando sempre mais do profissional, fique atento para não desenvolver a síndrome caso trabalhe nestas condições, mesmo que o trabalho seja o que te “sustenta” não deixe que isso possa prejudicar sua saúde e talvez toda sua vida profissional.

A categoria Saúde do portal Mundodastribos.com é um espaço informativo de divulgação e educação sobre os temas relacionados à saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento, sem antes consultar um profissional de saúde.