Search

Servidores públicos federais paralisam por 24 horas

Os representantes da categoria vão apresentar uma contra-proposta já que tiveram o aumento salarial de 22,08% negado.
Google plus

A paralisação atinge todo o país (Foto: Divulgação)

Nessa quarta-feira, 25 abril, os sindicatos de diversas categorias de servidores públicos convocaram paralisações no período de 24 horas, em todo o Brasil. As manifestações marcarão o “Dia Nacional de Lutas”, como é chamado pelos representantes dos profissionais que estão a frente do protesto. Entre as reivindicações está a reposição salarial da perca inflacionárias dos últimos dois anos, paridade entre trabalhadores ativos e aposentados, definição da data-base em 1º de maio, aumento do valor dos benefícios concedidos (vale-transporte e auxílio-refeição) e a implantação de plano de carreira específico para os funcionários públicos.

Os “líderes” da paralisação  dos servidores, reuniram-se ontem, 24 de abril, com o secretário de Relações do Trabalho do Ministério do Planejamento Sérgio Mendonça. Os funcionários públicos propuseram reajuste emergencial de 22,08%, que foi rejeitada pelo Governo Federal, que por sua vez, quer discutir pautas salariais separadamente e não de maneira unificada, como querem os sindicalistas.

Segundo a Condsef (Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal), o cálculo do pedido de reajuste é baseado na inflação dos últimos dois anos e no aumento do PIB referente ao mesmo período. Já que a resposta foi negativa, uma contra-proposta será apresentada pelos representantes dos funcionários públicos.

O aumento salarial de mais de 22% foi negado (Foto: Divulgação)

Arlene dos Santos, diretora do Sintrasef-RJ (Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Federal no Estado do Rio de Janeiro), define como “irrisório o aumento concedido pelo governo federal aos servidores em 2011” e disse ter medo de que o governo negue aumento para a categoria no próximo ano.

“O nível auxiliar do servidor recebeu um aumento em 2011 de apenas R$ 105. Esse aumento veio em forma de gratificação, e não no vencimento. O piso do servidor hoje é de R$ 1.510. O aposentando ganha apenas metade desse valor. Com essa crise internacional como é que nós vamos ficar? Esse aumento é irrisório. Não há previsão de aumento para 2013, o governo só quer discutir para 2014. Todos os acordos salariais fechados estão sendo descumpridos. A Dilma não quer atender nenhuma pauta unificada”, disse Arlene.


Google plus


Compartilhe suas ideias! Deixe um comentário...

Antes de enviar um comentário, verifique seu conteúdo. Comentários que violem os Termos de Uso e Condições de Navegação do Portal mundo das Tribos e as leis em vigor poderão ser removidos pelo Portal Mundo das Tribos, sem prejuízo da adoção das medidas legais cabíveis pelo Portal.

Política de privacidade
Termos de uso e condições do site


Top