Bem Estar

Sangue tipo O é associado ao menor risco de ataque cardíaco, diz pesquisa

Por Isah

Uma pesquisa desenvolvida pela Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard, em Boston, constatou que o sangue tipo O é associado ao menor risco de ataque cardíaco, em comparação aos demais tipos sanguíneos, ou seja,  A, B, e AB. Os resultados do estudo foram publicados no American Heart Association Journal.

Quem tem sangue tipo O está menos propenso a problemas de coração. (Foto:Divulgação)

Tipos sanguíneos e a vulnerabilidade aos problemas cardíacos

Além de comprovar a resistência do sangue tipo O, o estudo americano também descobriu que pessoas com tipo sanguíneo AB, o mais raro que existe, possuem mais chances de sofrer com doenças do coração. Ou seja, quem tem este tipo de sangue, enfrenta uma probabilidade 23% maior de sofrer com problemas cardíacos.

Os autores do trabalho também avaliaram as condições dos outros grupos sanguíneos, isto é, A e B. Em comparação com os indivíduos com sangue tipo O, as pessoas apresentaram 11% e 5% mais chances de desenvolver problemas de coração, respectivamente.

Saiba mais: Tipos de Sangue (Tipo Sanguíneo)

Cada grupo sanguíneo e o seu risco

Para elaborar a probabilidade de risco cardíaco para cada grupo sanguíneo, os cientistas se basearam em dois grandes estudos. Um deles envolveu 62.073 mulheres e outro, 27.428 pessoas adultas, com predominância da etnia caucasiana. Os participantes tinha idade entre 30 e 75 anos e foram acompanhados ao longo de duas décadas.

O grupo sanguíneo AB é o mais ameaçado pelas doenças cardíacas. (Foto:Divulgação)

Após avaliar os dados dos indivíduos que participaram das duas pesquisas, concluiu-se que o grupo sanguíneo AB estava fortemente ligado às inflações, capazes de causar danos nas artérias. Os voluntários com o tipo de sangue mais raro também tinham mais chances de desenvolver o colesterol ruim (LDL), condição responsável por causar o entupimento das artérias.

Por outro lado, os detentores de sangue tipo O, se beneficiaram com a maior quantidade de um composto que contribui com o fluxo do sangue e coagulação.

Embora os pesquisadores desconheçam a razão da probabilidade, eles pretendem analisar como os grupos O, A, B, e AB reagem a um estilo de vida mais saudável. Entretanto, o tipo sanguíneo é um assunto muito complicado e existem múltiplos fatores que influenciam no maior ou menor risco.

Conhecer o tipo sanguíneo é tão importante quanto saber sobre colesterol e pressão. (Foto:Divulgação)

De acordo com o professor Lu Qi, principal responsável pelo estudo, a descoberta médica pode contribuir com a aquisição de bons hábitos de vida para prevenir ataque cardíaco e outras doenças do coração, afinal, se o indivíduo sabe que corre mais riscos do que os outros, ele vai adotar uma boa alimentação e se exercitar com mais frequência. O pesquisador também afirmou que saber o tipo sanguíneo é algo tão importante quanto conhecer o colesterol e a pressão.

Veja também: Dieta do Tipo Sanguíneo

Recomendado para você
Bem Estar

Cuidados necessários com as orelhas furadas

Bem Estar

Como Remover Manchas de Roupas

Bem Estar

Tendências de tatuagens masculinas para 2017 (mais de 100 fotos incríveis)

Bem Estar

Botas femininas inverno 2017

Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *