Menu

Notícias

Atualizado em 30 de maio de 2012, às 12:52 por Carol Vergel ()
Você está em: MundoDasTribos > Psoríase: sintomas e tratamento

A psoríase apresenta como manifestação principal, lesões na pele. Conheça um pouco mais sobre essa patologia tão complexa.
456379 O que é psoríase Psoríase: sintomas e tratamentoA psoríase vulgar pode acometer várias partes do corpo

Pessoas portadoras de psoríase apresentam lesões na pele que são de aspecto descamativo e avermelhado. Por causa da falta de conhecimento, alguns indivíduos acreditam que, devido a sua apresentação, essas lesões são contagiosas. Um grande equívoco!

Para ficar um pouco mais por dentro do assunto e esclarecer algumas dúvidas sobre essa doença, separamos algumas informações que irão ajudá-lo a compreender melhor esse problema.

Compreendendo a doença

A psoríase é uma doença de origem autoimune, ou seja, relacionada à genética. Porém, até o momento, desconhece-se o motivo de sua manifestação. Sua evolução é crônica e pode acometer desde a pele até as articulações.

Característica das lesões

O portador de psoríase, em geral apresenta lesões como placas avermelhadas e descamativas, bem delimitadas, que comumente acometem as partes extensoras dos membros superiores e inferiores, como cotovelos e joelhos. Porém, pode ocorrer manifestação em qualquer outra parte do corpo do indivíduo afetado.

Vale ressaltar que a psoríase não é uma doença potencialmente fatal, no entanto, tem grande impacto sobre a vida do seu portador.

456379 A psoríase pode acometer qualquer parte do corpo. Psoríase: sintomas e tratamentoA psoríase pode acometer qualquer parte do corpo.

Epidemiologia da doença

Em relação à quantidade de pessoas que podem ser acometidas pela doença, dados mostram que gira em torno de 0,05% a 3% da população, sendo que seu acometimento é igual em ambos os sexos e podendo ser manifestada em qualquer idade.

Manifestações clínicas

Como foi anteriormente mencionado, as lesões são a principal manifestação apresentada pelos indivíduos portadores. No entanto, o acometimento da pele pode variar de pessoa para pessoa e, de acordo com as características clínicas (principalmente local acometido e aparência da lesão), a psoríase pode ser classificada em:

  • Psoríase vulvar;
  • Psoríase em gota;
  • Psoríase ungueal;
  • Psoríase palmato-plantar;
  • Psoríase invertida;
  • Psoríase eritrodérmica;
  • Psoríase pustulosa;
  • Psoríase bucal.

Fatores que contribuem com o desencadear da doença

Apesar de não haver, até o momento, explicação para seu aparecimento, estudos comprovaram que alguns fatores estão diretamente ligados com a manifestação da doença. Os mesmos agentes também podem piorar o quadro já apresentado pelo indivíduo. Entre eles estão:

  • Fator climático, em especial o frio;
  • Traumas físicos;
  • Infecções;
  • Algumas drogas;
  • Estresse emocional;
  • Consumo de bebidas alcoólicas;
  • Hábito de fumar.
456379 O hábito de fumar colabora com o desencadeamento da psoríase. Psoríase: sintomas e tratamentoO hábito de fumar colabora com o desencadeamento da psoríase.

Saiba também: Estresse constante pode causar doenças. 

Tratamento

Infelizmente, até o momento, não existe cura para a psoríase, porém, existem alguns medicamentos que ajudam a controlar as manifestações das lesões, assim como diminuir a evolução da doença. No entanto, para que haja sucesso da terapia é necessário levar alguns critérios em consideração. São eles:

  • Tipo da psoríase;
  • Gravidade do quadro;
  • Idade;
  • Sexo;
  • Condição de vida;
  • Reação aos tratamentos anteriores.

Algumas opções de medicamentos que podem ser utilizados são:

  • Corticoides;
  • Derivados da vitamina D3;
  • Imunossupressores;
  • Biológicos.
456379 Apenas um médico especialista poderá informar qual o melhor tratamento para a psoríase. Psoríase: sintomas e tratamentoApenas o médico poderá informar qual o melhor tratamento para a psoríase.

A psoríase é uma doença autoimune que se manifesta por lesões distribuídas pelo corpo. É uma patologia crônica, porém não contagiosa e que também não possui cura. Existem medicamentos que colaboram com o controle das manifestações, sendo necessário buscar a orientação de um especialista para obter um seguimento adequado.

Leia também: Benefícios do sabonete de aroeira para a pele.