Você está em: MundoDasTribos > Entretenimento > Fotos & Vídeos > Produtos que mudaram de nome: fotos

Produtos que mudaram de nome: fotos

Por Isah

Algumas empresas, com o objetivo de reativar os seus produtos no mercado ou até mesmo valorizar novas tendências apostam na mudança do nome. Trata-se de uma estratégia arriscada, mas que quando bem planejada pode ter resultados gratificantes.

Kolynos virou Sorriso. (Foto:Divulgação)

Quando o produto muda de nome, o consumidor a princípio manifesta estranhamento. O fabricante corre o risco de comprometer a credibilidade e a qualidade da marca, além do que tem todo um trabalho de publicidade para informar o público sobre a mudança. Alterar o nome de um produto já disponível no mercado dá trabalho, mas em muitos casos esta transformação é extremamente necessária.

Com a nostalgia está se tornando algo cada vez mais presente na vida do consumidor, algumas empresas estão voltando a adotar os antigos nomes dos seus produtos. O chocolate Lollo, por exemplo, fez sucesso nos anos 80, evoluiu para o Milkybar, mas recentemente voltou para o seu primeiro nome, devido a muitos pedidos dos consumidores.

Saiba mais: Produtos antigos que voltaram a ser produzidos: fotos

Produtos que mudaram de nome

Veja a seguir os casos de alguns produtos que mudaram de nome:

1. Kolynos virou Sorriso
Um caso clássico de produto que mudou de nome é o Kolynos, um creme dental lançado nos Estados Unidos em 1908. A marca foi líder da sua categoria por um bom tempo, mas acabou sendo comprada pela Colgate-Palmolive no final da década de 1990. A fusão fez com que o produto mudasse de nome em 1997, passando a se chamar Sorriso, mas ainda preservando as cores originais.

2. OpenOffice virou LibreOffice
O programa de edição de texto, que substitui o Microsoft Word, ganhou uma nova versão que se chama LibreOffice.

3. Yopa virou Sorvetes Nestlé
A Yopa, uma marca de sorvetes que era propriedade da Nestlé desde 1972, passou a vender os seus produtos com o nome de Sorvetes Nestlé a partir do ano 2000.

4. Biscoitos São Luiz virou Biscoitos Nestlé
Em 1967, a Nestlé comprou a empresa de biscoitos São Luiz, que na época fazia a alegria da criançada na hora do recreio. A marca foi, então, precursora dos principais biscoitos recheados da Nestlé, como Passatempo e Bono.

5. Telefônica virou Vivo
Faz pouco tempo que a Telefônica mudou o seu nome para Vivo. A transformação não alterou funcionalidades, recursos e preços, apenas a nomenclatura de alguns serviços, como é o caso do ‘Vivo Speedy’.

Lollo virou Milkybar e voltou a ser Lollo. (Foto:Divulgação)

6. Lollo virou Milkybar e voltou a ser Lollo
O Lollo, que conquistou os chocólatras dos anos 80, deixou de fazer parte da linha em 1992 e foi substituído pelo Milkybar. Neste ano de 2012, o chocolate nostálgico  da vaquinha voltou a fazer parte da caixa de ‘especialidades’ Nestlé.

7. Hotmail virou Outlook
Com o desgaste da marca Hotmail, a Microsoft resolveu mudar o nome do seu serviço de email para Outlook, fazendo referência ao velho gerenciador de correio eletrônico do Windows.

8. Via Embratel virou Claro TV
O serviço Via Embratel de Televisão passou a se chamar  Claro TV, sem necessariamente alterar os contratos dos clientes.

9. Fusca virou Beetle que voltou a ser Fusca
O Fusca começou a ser importado em 1950 e sua fabricação no Brasil ocorreu até 1990. No ano de 1998 é lançada a nova geração do popular carro da Volkswagen, só que agora com novo design e novo nome: New Beetle. Recentemente a montadora comunicou que o Fusca vai voltar para a linha.

Leia mais: Foto do New Beetle conversível

10. Cadê virou Yahoo
O buscador Cadê, muito usado no final dos anos 90, passou a ser chamado pelo nome da Yahoo.

11. Nanon virou Nan
Embora a sonoridade do nome não tenha mudado muito, a Nestlé usou uma nova nomenclatura para o seu leite em pó modificado para bebês.

Fotos de produtos que mudaram de nome

Recomendado para você
Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *