Menu

Turismo

Atualizado em 27 de dezembro de 2012, às 10:00 por Andre Dias
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Praias que não são recomendadas em São Paulo

Antes de ir a uma das praias do litoral paulista, não se esqueça de conferir a qualidade da água do mar, pois o contato com a água imprópria pode ser prejudicial para a sua saúde.

Com a chegada do verão e das férias, o número de pessoas que vai em direção às praias de São Paulo é enorme, em busca de muita diversão e lazer ao longo dos 700 km de extensão do litoral paulista.

558490 praias que nao sao recomendadas em sao paulo Praias que não são recomendadas em São PauloA CETESB é a responsável por medir a qualidade da água nas praias do litoral paulista (Foto: Divulgação)

Além de arrumar as malas e conferir as condições do carro (ou comprar as passagens de ônibus), os turistas também devem ficar atentos à qualidade da água nas praias do litoral paulista, através dos boletins divulgados semanalmente pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB), órgão ligado à Secretaria Estadual do Meio Ambiente e que é responsável pela medição da balneabilidade das praias.

Segundo a CETESB, a densidade de coliformes fecais é usada como parâmetro para indicar a qualidade da água das praias, sendo elas consideradas impróprias quando a quantidade de bactérias de origem fecal é superior a 400 para cada 100 ml de água, ou quando chega a mais de 100 durante pelo menos 20% do tempo de medição.

As pessoas que têm contato por tempo prolongado com as águas consideradas impróprias ficam expostas a uma série de doenças, entre as quais gastroenterite, conjuntivite, febre tifoide, cólera e hepatite A.

Veja algumas opções: Excursões para praias no litoral paulista

Praias classificadas como impróprias pela CETESB

558490 praias que nao sao recomendadas em sao paulo 1 Praias que não são recomendadas em São PauloA Praia do Gonzaga, em Santos, é uma das que foram consideradas impróprias para o banho em São Paulo (Foto: Divulgação)

De acordo com as medições mais recentes da CETESB, realizadas entre os dias 18 de novembro e 16 de dezembro de 2012, há 43 praias que não são recomendadas em São Paulo no momento, entre as quais as sete praias de Santos monitoradas pelo órgão.

Em São Vicente, o banho de mar deve ser evitado nas praias da Divisa, Ilha Porchat, Itararé – Posto 2, Milionários, Gonzaguinha e Prainha, enquanto no Guarujá, estão impróprias as praias Enseada – R. Chile, Perequê e Astúrias, e em Ilha Bela, devem ser evitadas as praias Itaguaçu, Saco da Capela, Armação, Portinho e Itaquanduba.

Já na Praia Grande, os banhistas devem evitar o contato com as águas das praias Vila Tupi, Jardim Solemar, do Forte, Maracanã, Boqueirão, Vila Caiçara, Ocian, Aviação, Guilhermina, Real e Vila Mirim. A lista completa pode ser acessada no site da CETESB.

Nas praias consideradas como impróprias há a presença de uma bandeira vermelha, indicando a situação da água. Nesse caso, os banhistas devem evitar entrar na água e principalmente não ingerir a água do mar, com atenção especial para idosos e crianças.

Como saber se a praia está imprópria para banho

558490 praias que nao sao recomendadas em sao paulo 2 Praias que não são recomendadas em São PauloNo site da CETESB, você pode conferir a situação de todas as praias onde é feita a medição da qualidade da água (Foto: Divulgação)

Para saber se a praia para a qual você pretende ir está imprópria para o banho, basta acessar o site da CETESB e procurar pelo item “Mapa de qualidade das praias”. Em seguida, é só clicar na praia deseja e conferir as informações.

Conheça: Site CETESB – www.cetesb.sp.gov.br

As condições das praias também podem ser conferidas através do telefone 0800-11-3560 (ligação gratuita).

Fontes: CETESB e Exame