Carros

Por que os carros são tão caros no Brasil?

Os preços altos de veículos no Brasil são consequência de um conjunto de fatores. A carga tributária cobrada de modo excessivo, gastos elevados com matéria-prima, mão de obra e logística de em alguns carros; falta de competitividade, margem de lucro maior do que em muitos países, demanda crescente e consumidores dispostos a pagar mais por carros de luxo, são algumas das causas que faz do mercado automobilístico nacional algo prejudicial ao bolso dos brasileiros.

Leia mais sobre: Saiba por que os carros são mais caros no Brasil

O carro no Brasil custa caro por vários fatores (Foto: Divulgação)

Alguns países importam carros do Brasil e os vendem mais baratos que no mercado nacional

Mesmo quem importa veículos que são feitos em fábricas que ficam no Brasil, muitas vezes acabam vendendo o item mais barato do que é comercializado no mercado nacional. Nos Estados Unidos, por exemplo, a carga tributária que incide sobre um automóvel médio é de apenas 5,7%, no Brasil chega a 30,4%, o que justifica essa diferença de tabela.

Na conta de um carro comercializado para os brasileiros estão embutidos os impostos diretos (IPI, ICMS e PIS/Cofins). Se somados também os impostos indiretos essa conta fica ainda maior. Já no Japão e na Alemanha, considerados referência no setor, a carga tributária é de 9,1% e de 16%, respectivamente, o que comprova como os brasileiros pagam impostos demais nos carros que compram.

Confira também: Fotos de carros antigos caros

Os impostos representam quase 30% do valor do carro brasileiro (Foto: Divulgação)

Importância da indústria automotiva no Brasil

A indústria automotiva corresponde a 21% do Produto Interno Bruto (PIB) industrial e 5% do PIB total. Segundo dados da Anfavea, entre 2002 e 2011, o setor cresceu 145%. Volkswagen, Fiat, GM e Ford concentravam 98% do mercado nacional há três décadas. Hoje dominam quase 70%. Mesmo diante da queda na participação relativa, as quatro montadoras não encolheram porque a produção brasileira aumentou quase três vezes e meia nos últimos 30 anos.

O que isso interfere na sua vida? É muito simples: o governo não interfere como deve com relação aos juros porque não é interessante para ele correr o risco de perder essas empresas. Em outros países, por exemplo, é obrigatório incluir vários itens de proteção nos carros, que vão muito além do nosso “super” cinto de segurança. Mas o governo brasileiro sabe que se impor essa condição acabará tendo que diminuir a arrecadação para os preços dos carros não subirem no país. Enquanto isso, os brasileiros pagam caro pelo veículo e tem direito a menos qualidade que em locais como a Argentina, onde as exigências são maiores para se colocar um automóvel em circulação.

Recomendado para você
Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *