Menu

Saúde

Atualizado em 2 de outubro de 2012, às 7:19
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Paracetamol na gravidez: efeitos, cuidados

A gestação é uma fase que merece cuidados especiais. Conheça quais os efeitos e os cuidados que se deve ter com o uso do paracetamol em gestantes.

A gestação é uma fase de mudanças para o corpo da mulher. Como uma vida está sendo gerada, é essencial que a futura mamãe tenha cuidados para que a gravidez transcorra sem intercorrências. Um dos cuidados essenciais é o de evitar a automedicação. São diversos os medicamentos que devem ser evitados durante a gestação. Por isso, separamos algumas informações sobre uns do remédios mais utilizados em nosso meio, o paracetamol. Assim, conheça os efeitos e os cuidados do paracetamol na gravidez.

Conheça quais são os perigos do paracetamol.

520556 Conheça os efeitos que o paracetamol poe causar durante a gestação. Foto divulgação Paracetamol na gravidez: efeitos, cuidados Conheça os efeitos que o paracetamol pode causar durante a gestação. (Foto: divulgação)

O uso do paracetamol na gravidez

Após estudos realizados sobre o paracetamol utilizado durante a gravidez, ficou comprovado que esse medicamento pode trazer graves consequências à gestação, em especial as com idade gestacional avançada.

A pesquisa foi realizada por uma equipe do King´s College, em Londres, no qual foi analisado o consumo de dois medicamentos, a aspirina e o paracetamol. O estudo foi aplicado a nove mil gestantes. Posteriormente, foi feito um acompanhamento da evolução e bem estar dos filhos dessas gestantes, durante os seis primeiros meses e depois, anualmente. Ao final do estudo, os pesquisadores perceberam que mulheres com idade gestacional entre 20 e 32 semanas e que fazem uso diário do paracetamol, tem o dobro do risco de que seus filhos desenvolvam doenças respiratórias ainda na infância, em torno dos três anos de idade.

 Aspirina X paracetamol

Como foi visto anteriormente, após estudos foi comprovado que o paracetamol pode ocasionar sintomas e sinais de doenças respiratórias aos bebês. No entanto, apesar dessa comprovação, especialistas ainda afirmam que esse medicamento deve ser a escolha quando comparado a aspirina. Porém, seu consumo deve ser moderado, em especial a partir do quarto mês de gestação.

520556 O uso de paracetamol sem orientaçõe pode ocasionar problemas respiratórios no bebê. Foto divulgação Paracetamol na gravidez: efeitos, cuidados O uso de paracetamol sem orientações pode ocasionar problemas respiratórios no bebê. (Foto: divulgação)

Aspirina – outro medicamento que deve se evitado durante a gravidez

Através do estudo anteriormente descrito, foi percebido que o consumo habitual de aspirinas pelas gestantes está diretamente relacionado com um maior risco da criança sofrer com problemas respiratórios, já nos primeiros seis meses de gestação. Além disso, foi comprovado que o uso da aspirina nos últimos meses da gestação pode ocasionar o fechamento prematuro de algum vaso do feto. Assim, para avaliar esse possível dano, é essencial que a criança seja avaliada com maior detalhe de investigação, com o evoluir da idade.

520556 A gestação é uma fase que merece cuidados Foto divulgação Paracetamol na gravidez: efeitos, cuidados A gestação é uma fase que merece cuidados (Foto: divulgação)

A gestação é uma época que necessita de cuidados. Eles vão desde de cuidados coma alimentação, até mesmo evitar o consumo de medicamentos sem orientação médica. Após conhecer alguns efeitos colaterais que o paracetamol pode causar na gestação, é essencial buscar a orientação de um especialista antes de usar essa medicação.

Saiba mai sobre os perigos da automedicação.

A categoria Saúde do portal Mundodastribos.com é um espaço informativo de divulgação e educação sobre os temas relacionados à saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento, sem antes consultar um profissional de saúde.