Você está em: MundoDasTribos > Hypes > Brasil > Parábola – Lenhador e a Raposa

Parábola – Lenhador e a Raposa

Um Lenhador acordava ás 6 da manhã e trabalhava o dia inteiro cortando lenha, só parando tarde da noite. Ele tinha um filho lindo de poucos meses e uma raposa, sua amiga, tratada como bicho de estimação e de sua total confiança. Todos os dias o lenhador ia trabalhar e deixava a raposa cuidando do bebê. Ao anoitecer, a raposa ficava feliz com sua chegada.

Os Vizinhos do lenhador alertavam que a raposa era um bicho, um animal selvagem e, portanto, não era um bicho, um animal confiável, e quando sentisse fome, comeria a criança. O lenhador dizia que isso era uma grande bobagem, pois a raposa era sua amiga e jamais faria isso. Os vizinhos  insistiam:

– Lenhador, abra os olhos ! A raposa vai comer seu filho. Quando ela sentir fome vai comer seu filho !

Um dia o lenhador, exausto do trabalho e cansado desses comentários, chegou a casa e viu a raposa sorrindo como sempre, com sua boca totalmente ensanguentada. O lenhador suou frio e, sem pensar duas vezes, acertou o machado na cabeça da raposa. Desesperado, entrou correndo no quarto. Encontrou seu filho no berço, dormindo tranquilamente, e ao lado do berço, uma cobra morta.

Controlar nossos impulsos assegura serenidade e razão ás nossas decisões.

Recomendado para você
Brasil

Pointts Verrugas: Tratamento contra Verrugas Points

Brasil

2 Via Celpe Pernambuco

Brasil

Tratamento Gratuito de Varizes

Brasil

2ª Via Telemar – Segunda Via Conta OI

Comentários
  1. jub@ disse:

    nossa…

    essa parabula é muit boa…
    nos da uma reflexão legal…
    espero que continui asim…
    com otimos pensamentos e nos façam muito mais!
    abraços

  2. Isaias disse:

    Muito bom! “Quem vê cara não vê coração”. Sempre acontece isso no cotidiano.

  3. luan disse:

    d+mesmo adorei essa parabola muito legal de verdade continue asim

  4. Márcio Sanchez disse:

    Que machado bom desse lenhador……. Onde ele comprou?

  5. nicole disse:

    essa parabola é muito linda mesmo
    nunca acredite nas pesoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *