Menu

Saúde

Atualizado em 16 de novembro de 2012, às 8:44 por Analu
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Os remédios mais consumidos no Brasil

A automedicação é muito praticada em nosso meio. Saiba quais são os remédios mais consumidos no Brasil.

Muitas famílias possuem uma caixa cheia de remédios em casa. Em geral, ela é composta por descongestionantes, vitaminas, analgésicos, antigripais, e, até mesmo, calmantes. Conheça abaixo quais são os remédios mais consumidos no Brasil.

Saiba quais são os remédios mais vendidos para emagrecer.

540057 Saiba quais são os remédios mais consumidos no Brasil. Foto divulgação Os remédios mais consumidos no Brasil Saiba quais são os remédios mais consumidos no Brasil. (Foto: divulgação)

 Conheça a lista de remédios mais consumidos no país

Mesmo sabendo que a automedicação pode trazer graves danos à saúde do indivíduo, muitas casas ainda possuem caixas cheias de medicamentos, algo que facilita o problema. Tendo isso em vista, conheça abaixo a lista de remédios mais consumidos no Brasil.

  • Lista dos remédios mais consumidos
    • Neosoro – congestionante nasal;
    • Ciclo 21 – anticoncepcional oral;
    • Microvlar – anticoncepcional;
    • Salonpas – emplastro para dor muscular;
    • Puran T4 – usado para o tratamento de um problema tiroidiano;
    • Dipirona sódico – analgésico e antitérmico;
    • Buscopam composto – analgésico;
    • Rivotril – anticonvulsivante;
    • Dorflex – analgésico
    • Hipoglos – pomada contra assadura.
  • Lista dos remédios mais vendidos, sem prescrição médica
    • Dorflex – analgésico;
    • Gerovital – polivitamínico;
    • Benegrip – colabora no combate aos sintomas da gripe;
    • Neosaldina – analgésico;
    • Buscopam composto – analgésico;
    • Renu plus – soro utilizado para a limpeza de lentes de contato;
    • Engov – utilizado para combater os sintomas da ressaca;
    • Targiflor – mutlivitamínico.
      540057 O uso inadequado de medicamentos pode causar graves problemas à saude. Foto divulgação Os remédios mais consumidos no Brasil O uso inadequado de medicamentos pode causar graves problemas à saúde. (Foto: divulgação)

 Saiba mais sobre o analgésico mais consumido no país.

Entre os tipos de analgésicos mais consumidos pela população nacional, estão os medicamentos à base de dipirona sódica, como o dorflex. Esse remédio foi introduzido pela primeira vez no mercado no ano de 1922 e tem como função inibir a formação de substâncias envolvidas na inflamação e na sensação de dor.

A grande busca por calmantes

Entre o ano de 2011 e o início de 2012, o Rivotril ou clonazepam foi o sexto medicamento mais vendido no Brasil, mesmo necessitando de receita controlada. O medicamento faz parte da classe dos benzodiazepínicos e tem como função aumentar a ação de um neurotransmissor que inibe a atividade e a conectividade dos neurônios. Como resultado, traz um efeito sedativo e relaxante. É utilizado para o tratamento de convulsões, transtorno de ansiedade e depressão.

 A busca por vitaminas

Os multivitamínicos como Gerovital são os que mais geram volume de venda. Apesar disso, seu uso como complemento nutricional ainda é controverso. Isso porque, cada indivíduo necessita de uma dose adequada de cada vitamina, sendo que sua ingestão exagerada pode causar efeitos colaterais.

540057 Os analgésicos estão entre os rempedios mais ocnsumidos pela população. Foto divulgação Os remédios mais consumidos no Brasil Os analgésicos estão entre os remédios mais consumidos pela população. (Foto: divulgação)

A população nacional consome um grande número de medicamentos. É imensa a lista de remédios por ela consumida, mesmo sem prescrição médica. Porém, é preciso estar atento aos efeitos colaterais diante do uso inadequado de medicamentos e buscar a orientação de um médico especialista, diante de qualquer quadro suspeito.

Saiba o que o consumo exagerado de remédios pode causar.

A categoria Saúde do portal Mundodastribos.com é um espaço informativo de divulgação e educação sobre os temas relacionados à saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento, sem antes consultar um profissional de saúde.

RECEBA OS ARTIGOS VIA EMAIL

Ao subscrever nossa newsletter, passar receber nossos artigos por email e informações sobre os nossos passatempos. É gratuito e sem spam.