Menu

Natal

Atualizado em 10 de novembro de 2008, às 9:20 por Sueli Araujo ()
Você está em: MundoDasTribos > Entretenimento > Origem e História do Panetone

Feliz Natal

[25/12/2007]

Como Fazer Enfeites de Natal

[17/11/2008]

origem panetone Origem e História do Panetone

É normal que durante todo o ano o Panetone passe despercebido entre nós, porém algumas semanas que antecedem o Natal ele surge para ser lembrado, desejado, degustado, tornando-se um dos alimentos natalinos mais consumidos.

São várias as histórias que surgem quando se perguntam sobre a origem do Panetone, porém a mais convincente está relacionada com um caso de amor.

Origem do Panetone

Conta-se que no século XV, um jovem morador de Milão apaixonou-se pela filha de um padeiro. Porém o pai não era muito de conversa e não aceitava tal namoro, diante da situação o jovem resolveu se disfarçar de ajudante de padeiro e criou um pão doce.

Esse pão era diferente, com frutas saborosas e de um tamanho fora do normal para época, ganhou destaque na padaria também por ter uma forma de uma cúpula de igreja.

O jovem disse que o autor da receita foi Toni, pai da moça. Foi notável o crescimento de clientes, pedindo principalmente pelo “pão de Toni”. O nome deste pão doce sofreu algumas modificações durante o tempo até chegar ao que é hoje: panetone.

Existem outras duas versões sobre a história do panetone. Uma dela diz que ele foi inventado pelo mestre-cuca Gian Galeazzo Visconti, primeiro duque de Milão, que preparou a iguaria para uma festa em 1395.

A última versão conta que um certo Ughetto resolveu se empregar em uma padaria para poder ficar pertinho da sua amada Adalgisa, filha do dono. Ali ele teria inventado o Panetone, entre 1300 e 1400. Feliz com a novidade, o padeiro permitiu que Ughetto se casasse com Adalgisa.
A partir da receita tradicional surgiram o chocotone e a colomba, sem falar das variações feitas a partir de suas tenras fatias, como é o caso do pudim e do biscoitinho frito de panetone.

Selecionamos algumas receitas, doces e salgadas, desse pão que é uma das principais tradições cristãs no Natal.

Receitas  de Panetone

Panetone tradicional

Ingredientes
1 Kg de farinha de trigo
100 g de fermento biológico
200 g de manteiga
200 g de açúcar
15 g de mel
8 gemas
10 g de sal
250 g de frutas cristalizadas
150 g de uvas passas embebidas no rum
1 pitada de vanilina ou aroma de baunilha
raspas e suco de laranja
água até dar o ponto

Modo de preparo
Numa vasilha, misture 100 g de farinha, o fermento e um pouco de água. Fica com aparência de esponja.

Deixe descansar por 15 minutos e depois adicione o restante dos ingredientes, colocando as frutas cristalizadas e as uvas sempre por último e faça uma massa bem macia.

Deixe descansar, coberta por um pano, durante 20 minutos e em seguida, faça os modelos, coloque nas formas e deixe descansar novamente até quase atingir o dobro.
Leve para assar numa assadeira ou em forma de papel, colocando num forno aquecido a uma temperatura média de 180 graus.

Pudim de panetone

Ingredientes
200 g de panetone de frutas
120 g de açúcar mascavo
250 g de leite
250 g de creme de leite
200 g de ovos
60 g de vinho do Porto
120 g de frutas secas picadas (figos, tâmaras, damascos, passas, amêndoas)
manteiga para untar

Modo de Preparo
Corte o panetone em pedaços pequenos e leve ao forno para torrar. Assim que dourarem, coloque-os em uma forma ou refratário untados com manteiga e reserve. 

Numa panela, misture o açúcar com o leite e o creme de leite e leve ao fogo. Não deixe ferver.

À parte, bata ligeiramente os ovos com o vinho do Porto e reserve. Assim que o açúcar estiver dissolvido, tempere a mistura de ovos e vinho do Porto e regue o panetone, tomando o cuidado de embeber todos os pedaços. Deixe descansar por 30 minutos para que o panetone absorva todo o líquido.

A seguir, leve ao forno a 180ºC, em banho-maria, por aproximadamente 45 minutos.

Biscoitinhos Fritos de Panetone

Ingredientes
250 g de panetone tradicional com frutas
½ xícara (chá) de mel
1 colheres (sopa) de jerez
2 colheres (chá) de suco de limão
1 xícara de azeite (para fritar)
30 g de amêndoas em lascas finas

Modo de Preparo
Desenforme o panetone e corte em oito rodelas (1 ½ cm de largura). Corte cada rodela em três tiras e reserve

Coloque em uma panela o mel, o jerez, o suco de limão e quatro colheres (sopa) de água. Leve ao fogo e cozinhe, mexendo de vez em quando até obter uma calda levemente encorpada. Retire do fogo e reserve.

Aqueça bem em uma panela o azeite de oliva e junte, aos poucos, os pedaços de panetone e frite por dois minutos ou até dourar levemente. Retire com uma escumadeira e coloque sobre uma toalha de papel.

Passe os pedaços de panetone, um a um, na calda, disponha sobre papel manteiga e as amêndoas. Dexe secar.

Montagem: arrume os pedaços de panetone nos pratos e sirva com vinho doce de sobremesa. 

Panetone de queijo

Ingredientes
Massa
60 g de fermento para pão
3 ovos inteiros
2 colheres de sopa de açúcar
1 colher de sobremesa de sal
2 copos de leite
1 copo de água
1 xícara de chá de queijo ralado
1/2 cícara de chá de óleo
900 de farinha de trigo
1 colher de essência de panetone 

Recheio
200 g de queijo prato ralado
200 g de queijo provolone ralado
2 xícaras de chá de queijo parmesão ralado
1 colher de sopa de orégano
1 colher de sopa de salsinha picada
1 colher de sopa de cebolinha picada

Modo de Preparo
Bata no liquidificador o leite, os ovos, o óleo, o fermento esfarelado, a essência de panetone e o queijo ralado. Reserve. 

Em uma vasilha grande, coloque a farinha, despeje sobre ela o líquido do liquidificador, sal e o açúcar. Misture até se agregarem todos os ingredientes. 

Para o recheio, misture numa vasilha o queijo prato, o provolone e o parmesão ralados. Junte o orégano, a salsinha e a cebolinha. Reserve. 

Divida a massa em quatro partes para panetones de 500 gramas. Recheie com a mistura de queijos. 

Coloque-o em formas de papel próprias para panetone e deixe dobrar de volume. Leve ao forno a 150 graus por 30 minutos

 

Fonte: Repórter Diário