Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Saúde > O que é a Doença do Lúpus?

O que é a Doença do Lúpus?

Por Redacao

Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) é uma doença inflamatória de causa desconhecida.

Lúpus2

A doença se desencadeia conforme os agentes externos desconhecidos (vírus, bactérias, agentes químicos, radiação ultravioleta) entram em contato com o sistema imune da pessoa que está com diversos genes erroneamente induzindo a produção de anticorpos. Estes anticorpos são dirigidos contra constituintes normais (os auto-anticorpos) provocando lesões nos tecidos e alterações nas suas células sanguíneas.

É uma doença “comum” nos consultórios de reumatologia. Conforme os anos passam o avanço médico em métodos diagnósticos melhorou muito a frequência dos prognósticos da doença.

A LES atinge principalmente as mulheres em idade produtiva, entre 20 e 40 anos. Ela pode ser bastante benigna ou extremamente grave e fatal.

Líúpus

Quem sofre dessa doença se queixa muito de mal-estar, febre, fadiga, emagrecimento e falta de apetite, esses sintomas podem ter alterações semanais ou mensais. Os pacientes que sofrem a mais tempo do LES podem sentir dores articular ou muscular leve e apresentando manchas vermelhas na pele que podem se passar por urticária.

O diagnóstico do LES é feito através da associação de dados clínicos e laboratoriais.

Lúpus3

O médico precisa estar atento aos sinais que lhes passam despercebido. Mulher em fase de reprodução (as crianças e mulheres depois da menopausa também tem lúpus) com dor articular, sensação de estar doente, queda de cabelo, urticárias de repetição, exames antigos com alterações como glóbulos brancos baixos, alterações na urina, anemia não explicada podem ser um sinal da doença.

A pesquisa dos anticorpos é utilizada para diagnóstico e alguns deles para acompanhamento da doença.

O tratamento da doença não é um esquema pronto para ser executado e as características de cada paciente ditarão o que deve ser feito, tornando assim o tratamento artesanal.

Os medicamentos usados na maioria dos tratamentos podem causar efeitos colaterais importantes, por isso devem ser manejados por profissionais experientes.

Os pacientes precisam conhecer os sintomas da doença para que as complicações, que são raras, mas que podem ocorrer.

Recomendado para você
Saúde

10 benefícios do óleo de olíbano para saúde

Saúde

Implantes Dentários Gratuitos e de baixo custo

Saúde

Diferenças entre cirurgias do estômago

Bem Estar

Curso de Massoterapia RJ Preços, Escolas Técnicas

Comentários
  1. solange disse:

    Olá meu interesse,no problema é saber se tenho algumas restriçoes com algum produto de beleza,perfumes cremes.
    Tenho a doença a 8 anos .
    Grata.

  2. emilia janaina disse:

    ola!tenho a doença a 13
    anos.qro saber se eu posso
    ter filho ou en gravidar
    obrigada

  3. maria disse:

    oi!!tenho a doença há mais de 20 anos
    quero saber se a possibilidades da doença
    afetar os rins?
    grata.

  4. regina disse:

    minha avó tem lupos, sinto uma coceira muito forte e pequenos nódulos na cabça. gostaria de saber qual a possibilidade de eu ter a doença?

  5. Jéssica disse:

    Infelizmente a doença do Lúpus só veio trazer sofrimento a uma família feliz , essa doença no caso do meu bebêzinho o Lucas , meu sobrinho foi tipo que o que retrata a primeira foto , tipo com umas pelinhas saindo do corpo do meu bebêzinho , e ele veio a falecer com 3 mesês de idade e até hoje ele é lembrado com muito amor , pela criança alegre e lindo que ele era

    Beijos , tchau !

  6. Kelly disse:

    Em 2005 minha mãe ficou muito doente e teve de ser internada às pressas: acúmulo de água dos rins, coração e pulmão…além de uma depressão profunda, anemia fortíssima e movimentos involuntários (quando ela estava parada seu corpo ficava se movimentando para frente e para trás, mesmo sentada). Depois de vários dias na UTI, quando os médicos já estavam liberando as visitas pelo seu péssismo quadro clínico, um cardiologista solicitou alguns exames e deu uma dose alta de corticóide para minha mãe. A melhora dela foi surpreendente de um dia para o outro e depois de vários exames o médico diagnosticou o LUPUS. Desde 2005 minha mãe faz o uso contínuo de corticóide e a doença estava bem controlada. De 08 dias para cá minha mãe teve uma recaída, percebi que ela está bastante depressiva e permaneceu internada por 08 dias e os exames, de acordo com orientação de um Médico do Hospital Instituto de Medicina do Paraná, o LUPUS entrou em atividade novamente. Isso pode acontecer? Mesmo que ela esteja tomando as doses de corticóide cuidadosamente?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *