Menu
Você está em: MundoDasTribos > Novo vírus para Android só libera celular após o pagamento

A praga virtual impede o acesso à tela inicial do aparelho e exige o pagamento de uma taxa de US$ 300,00 para fazer o desbloqueio.
Por Andre -

Como é o mais popular dos sistemas operacionais móveis da atualidade, estando presente em centenas de milhões de dispositivos em todo o mundo, o Android tem se tornado um dos principais alvos dos criminosos virtuais.

A nova praga, que já infectou alguns celulares, bloqueia o aparelho e só o libera mediante pagamento em dinheiro (Foto: Divulgação)

Diariamente, são descobertos vários tipos de vírus para Android, que podem trazer sérios prejuízos para os proprietários dos aparelhos infectados, como é o caso da praga virtual mais recente, descoberta pela empresa de segurança digital BitDefender.

Intitulado “Android-Trojan.Koler.A”, o novo malware possui a capacidade de “sequestrar” os dados armazenados no smartphone infectado, bloqueando o acesso do usuário a eles. E para que o proprietário tenha de volta o seu telefone, ou seja, para que ele seja desbloqueado, o responsável pelo vírus exige um pagamento em dinheiro.

Como saber se o Android está infectado

Antivírus para Android: dicas, os melhores

Como age o vírus para Android que bloqueia o celular

Ao tentar usar o smartphone infectado, o proprietário recebe uma mensagem como esta (Foto: Divulgação)

O novo vírus para Android que só libera o celular após o pagamento bloqueia o aparelho assim que se instala no dispositivo, impedindo o acesso à tela inicial e dificultando a utilização do dispositivo.

Ao tentar utilizar o celular, uma mensagem é exibida na tela, afirmando que o proprietário acessou pornografia ilegal e que terá de pagar uma multa no valor de US$ 300,00 para poder usar o smartphone normalmente.

Alguns usuários que tiveram o celular infectado informaram que, apertando o botão Home do Android, conseguiram ir à tela inicial, mas em cinco segundos a janela com a mensagem reabre novamente, podendo vir até personalizada, com o slogan do FBI, por exemplo, caso você esteja nos Estados Unidos (o malware usa o GPS do smartphone para saber a localização).

Dessa forma, a única maneira de desbloquear o celular é pagando a quantia exigida pelos cibercriminosos, que utilizam mecanismos não-rastreáveis para processar o pagamento, inviabilizando a identificação deles.

Como o celular é infectado

A infecção ocorre ao acessar determinados sites pornôs (Foto: Divulgação)

O aplicativo malicioso que bloqueia o Android é baixado quando o usuário acessa determinados sites de conteúdo pornô pelo celular. A página infectada mostra uma mensagem dizendo que o usuário precisa baixar um app para ter acesso ao conteúdo premium.

Caso o usuário dê a permissão para baixar o aplicativo, o vírus então se instala no smartphone e, logo em seguida, o bloqueia. Ou seja, para se manter livre dessa e de outras tantas ameaças virtuais, é preciso ficar atento aos downloads que você faz.


RECEBA OS ARTIGOS VIA EMAIL