Bem Estar

Mulheres que se estressam no trabalho podem se tornar diabéticas

Por Isah

O estresse é uma condição enfrentada diariamente pelas mulheres modernas, afinal, elas precisam cumprir com várias tarefas profissionais, cuidar da família, do trabalho doméstico e, muitas vezes, também se empenhar nos estudos. A rotina corrida, tumultuada e cheia de responsabilidades resulta em estresse, algo que interfere diretamente no bem-estar e na qualidade de vida da população feminina.

O estresse no trabalho faz com que a mulher tenha o dobro de chances de se tornar diabética. (Foto:Divulgação)

O ambiente de trabalho pode se transformar em um cenário estressante para a mulher, sobretudo quando ela se sente desvalorizada ou desconfortável com as situações do seu dia-a-dia.

O estresse profissional causa diabetes em mulheres

Um estudo desenvolvido pelo Instituto de Pesquisas sobre Trabalho e Saúde e Instituto de Ciência Clínica Avaliativa, no Canadá, revelou que as mulheres que se estressam no trabalho estão propensas a se tornar diabéticas, principalmente quando ocupam cargos de baixa hierarquia. Os resultados da pesquisa foram divulgados no periódico Occupational Medicine desta semana.

Para chegar à conclusão de que o estresse dobra o risco de diabetes em mulheres, os pesquisadores acompanharam 7.443 pessoas em atividade durante nove anos. Depois de avaliar a rotina das participantes, concluiu-se que a proporção de casos de diabetes causados por estresse é de 19% em mulheres. O índice se torna ainda maior quando os hábitos de vida não são saudáveis, ou seja, afetados pelo tabagismo, pela falta de exercícios físicos, pelo consumo de bebidas alcoólicas e pela baixa ingestão de alimentos saudáveis (frutas, verduras e legumes).

Mulheres estressadas com o trabalho abusam de doces e gorduras. (Foto:Divulgação)

A pesquisa canadense constatou também que, quando a mulher ocupa um cargo de baixa hierarquia no trabalho, corre um risco duas vezes maior de desenvolver diabetes, em comparação com aquela que sofre pressão profissional diariamente.

Diferente do homem, a mulher estressada com o trabalho pode desenvolver diabetes porque sua alimentação sofre com mudanças bruscas e nada saudáveis. Ela reage ao estresse consumindo produtos com altos níveis de gordura e açúcar,

Além de exagerar na ingestão de doces e outros alimentos gordurosos, a mulher que sofre com estresse no trabalho também apresenta um estilo de vida sedentário, ou seja, tem baixo gasto calórico porque não tem costume (ou tempo) de praticar atividades físicas.

O estresse no trabalho se manifesta de diferentes maneiras na vida do indivíduo, como por exemplo, a dedicação intensiva, o descaso com as necessidades pessoais, a negatividade, o isolamento, a irritação e a impaciência. Todas as perturbações geradas favorecem o diabetes.

Veja também: Estresse no trabalho eleva em até 70% possibilidade de problemas cardiovasculares para mulheres

Como se estressar menos com o trabalho?

Para não correr o risco de ficar diabética, mulher deve combater o estresse. (Foto:Divulgação)

Para não correr o risco de se tornar diabética, a mulher pode tomar alguns cuidados para evitar o estresse. Confira:

– Evite cobranças excessivas;

– Não idealize soluções que não podem ser alcançadas;

– Se uma pessoa te irritar, procure não dar importância ao que ela pensa e simplesmente ignore;

– Para superar a pressão no trabalho, seja uma pessoa segura;

– Se o corpo está apresentando sinais de cansaço, é importante reduzir o ritmo da rotina e cuidar da saúde.

– Nas horas vagas, pratique um esporte para aliviar o estresse;

– Reserve alguns momentos para relaxar e recuperar as energias;

– Respeite o limite do seu corpo e da sua mente.

Saiba mais: Como evitar o stress no trabalho

Recomendado para você

Bem Estar

Receita de escondidinho vegetariano

Bem Estar

Remédio caseiro para menstruação atrasada

Bem Estar

Programa Celso Portiolli Construindo Um Sonho

Beleza

Perfumes Franceses Mais Famosos – Femininos e Masculinos

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *