Menu

Notícias

Atualizado em 2 de março de 2012, às 12:45 por Analu
Você está em: MundoDasTribos > Notícias > Mulheres que marcaram a história

O sexo feminino é tido como “o sexo frágil”. Conheça algumas das mulheres mais importantes da história que provaram justamente o contrário.
402282 Princesa Diana Mulheres que marcaram a históriaPrincesa Diana

As mulheres passaram várias décadas tendo sua função resumida à atividades do lar e sempre supervisionadas por seus maridos. Foi à custa de muito trabalho e determinação de algumas ativistas que, na sociedade moderna ocidental, hoje é possível perceber um horizonte social e profissional feminino com abrangência cada vez menos limitada.

Atualmente as mulheres exercem diversas funções. São mães, esposas, políticas respeitadas, profissionais de sucesso, paraquedistas, cantoras, modelos, surfistas, enfim, fazem exatamente o que desejarem fazer.

Mesmo numa época onde eram tidas como “sexo frágil”, muitas mostraram coragem e audácia o bastante para reverter a situação e se tornaram peças fundamentais para escrever a história, sendo imortalizadas como verdadeiras mártires do poder feminino.

Confira a lista das mulheres mais importantes da história:

Cleópatra

Sem dúvida alguma foi uma das mulheres mais poderosas da humanidade. Viveu entre 69-30 a.C. e foi uma exímia negociante e estrategista militar, que herdou de seu pai o trono do Egito. Era uma intelectual que falava 6 idiomas e dominava assuntos de filosofia, literatura e arte. Ficou famosa por seus romances com Júlio César e Marco Antônio.

Joana d´Arc

A heroína francesa era filha de camponeses, pessoas humilde que não tiveram a oportunidade de estudo. Viveu entre 1412 a 1431 e, durante a Guerra dos Cem Anos, lutou a favor dos Armagnacs, contra os borguinhões. O papa Bento XV canonizou-a em 1920, depois de quase quinhentos anos de ser queimada viva, por heresia.

Princesa Isabel

Filha do imperador Dom Pedro II e da imperatriz Dona Tereza Cristina de Bourbon-Duas Sicílias, foi a última princesa imperial do Brasil e a terceira Chefe de Estado brasileira, após de sua avó Leopoldina, e sua trisavó, Dona Maria I. Foi chamada de “a Redentora”, por ter abolido a escravidão no Brasil através da Lei Áurea.

Maria Quitéria

Considerada a Joana d´Arc brasileira, nasceu em Feira de Santana no ano de 1792 e foi uma heroína da Guerra da Independência. Obrigada a se vestir de homem para poder se alistar no exército, morreu aos 61 anos, em 1853, nos arredores de Salvador em completo anonimato.

402282 Maria Quitéria Mulheres que marcaram a históriaMaria Quitéria de Jesus Medeiros - Foto: Reprodução.

Anita Garibaldi

Batizada como Anita Maria de Jesus Ribeiro, nasceu em Laguna/SC no ano de 1821. Foi a companheira do revolucionário Giuseppe Garibaldi e ficou conhecida como “Heroina dos Dois Mundos”. Morreu na Itália em 1821 e é considerada uma das brasileiras mais corajosas que já existiu.

Cora Coralina

Nascida como Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, no ano de 1889 em Goiás, era doceira de profissão e passou a vida longe dos grandes centros urbanos. Tornou-se uma das principais escritoras brasileiras e criou poemas e contos que eram inspirados no cotidiano do interior do Brasil. Foi um exemplo de perseverança e publicou seu primeiro livro aos 76 anos de idade. Viveu até 1985.

Carmen Miranda

Seu nome real era Maria do Carmo Miranda da Cunha. Foi uma cantora e atriz luso-brasileira que viveu entre 1909 e 1955 e fez um sucesso estrondoso no Brasil e Estados Unidos durante as décadas de 30 e 50. Foi a maior celebridade de sua época e chegou a receber o maior salário até então pago a uma mulher nos Estados Unidos. Foi a precursora do movimento chamado de tropicalismo.

Madre Teresa de Calcutá

Agnes Gonxha Bojaxhiu foi uma missionária católica albanesa que ficou mundialmente conhecida como Madre Teresa de Calcutá. Naturalizada indiana fundou a congregação Missionárias da Caridade a fim de ajudar os menos favorecidos. Foi considerada por muitos a missionária do século XX, recebeu um Nobel da Paz em 1979 e viveu entre 1910 e 1997, sendo beatificada em 2003.

Marilyn Monroe

Com o nome de batismo de Norma Jean Mortenson, viveu entre 1926 e 1962 e protagonizou clássicos como “Os Homens Preferem as Loiras” e “O Pecado Mora ao Lado”. Causou muito frisson por onde passou e foi um dos grandes sex simbols do século XX. É comentado que a atriz teve um romance com os irmãos Robert e John F. Kennedy (Ex-presidente dos Estados Unidos).

Princesa Diana

Foi a primeira esposa do Príncipe de Gales, Charles, o primogênito e herdeiro da Rainha Elizabeth II. Nascida como Diana Frances Spencer, em 1961, deu a luz aos príncipes William e Harry. Ficou conhecida como “A Princesa do Povo” e era admirada principalmente por se envolver em diversas obras de caridade, especialmente no combate à AIDS. Morreu num acidente de carro, em 1997, enquanto fugia dos paparazzi.

Maria da Penha

Maria da Penha Maia Fernandes é uma brasileira que foi fundamental na criação da lei que aumenta o rigor das punições às agressões domiciliares sofridas pelas mulheres (Lei essa que foi batizada com seu nome). Nascida em Fortaleza no ano de 1945, lutou por vários anos contra as agressões sofridas pelo marido, até que este foi condenado. Hoje, com 67 anos, é líder de movimentos de defesa dos direitos da mulher.

Pode-se perceber que a criação do estereótipo de fragilidade atribuído ao sexo feminino é infundado, pois essa característica envolve a personalidade e não o gênero do indivíduo. As mulheres estão em pé de igualdade com os homens e a maioria ainda exerce as funções de mães e administradoras do lar, por isso, ser homenageada com um dia internacional, é algo mais do que merecido.

Conteúdo avaliado com média: