Menu
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Mitos e verdades sobre a cesariana

Muitas mulheres quando grávidas preocupam-se muito com qual procedimento irão optar para ter o bebê, selecionamos algumas informações sobre o parto cesáreo, confira!
 

Muitas mulheres quando grávidas preocupam-se muito com qual procedimento irão optar para ter o bebê. Mesmo quando optam por um parto cesárea, algumas aflições como sentir dor, ver o bebê se enrolar no cordão umbilical ainda perturbam suas consciência. Desse modo, resolvemos expor alguns mitos e verdades sobre o parto cesariana, a qual é muito utilizada hoje em dia. Confira!

Algumas gestantes acham que se não se submeterem à cesárea o bebê pode ser estrangulado pelo cordão umbilical. Esta hipótese está totalmente descartada, pois, há um aparelho que monitora o coração do feto, indicando se o cordão está apertando ou não o bebê durante o trabalho de parto

 

Realmente a recuperação após uma cesariana demora muito. Por o médico fazer um corte fundo para chegar ao útero, esta é considerada uma cirurgia de médio porte. A recuperação é realizada a base de antibióticos e remédios, a qual demora cerca de 4 dias, além da espera de 7 dias para remover os pontos. Já no parto normal a recuperação é instantânea, a mulher logo leva alta no máximo dois dias após o parto.

Um dos motivos que impulsiona a mulher a optar pelo parto cesáreo é evitar as dores do parto. A cesárea pode ser agendada se a mulher não tiver entrado em trabalho de parto. Durante o procedimento a paciente não sentirá nenhuma dor. No entanto, a fase de recuperação é demorada e dolorosa. Também há maior chances de infecção e problemas respiratórios no bebê.

Fator que também interfere na escolha da paciente, é a questão sobre o custo. A cesárea é mais cara do que o parto normal. No entanto, nas redes públicas as gestantes não pagam nenhuma despesa do parto, seja parto normal ou cesárea. Já aquelas que irão usufruir da rede particular, os custos podem ser mais encarecidos.

Outra imprecisão frequente entre as gestantes é a questão se depois de ter realizado uma cesárea, elas não poderão mais optar pelo parto normal. Ela poderá tranquilamente ter outro bebê mesmo que o primeiro, tenha nascido de parto cesárea, pois a cicatriz realizada na cesárea não se romperá caso o novo bebê venha a nascer de parto normal. Se a mãe e o bebê estiverem bem, o próximo filho poderá normalmente nascer pelo acesso genital.

O parto cesárea é realizado frequentemente quando o bebê é muito grande, está em situação de risco, quando há infecções ou em gestantes com diabetes. No entanto, nada impede que realize este procedimento, o único problema vai ser aguentar um pouco mais a dor na recuperação.

 

RECEBA OS ARTIGOS VIA EMAIL